Você precisa conhecer esse time feminino de basquete

| 24/02/2022
- 19:30
Você precisa conhecer esse time feminino de basquete

O basquete é um altamente popular nos Estados Unidos. Criado no país há muitos anos, é famoso por ter competições que reúnem milhares de espectadores ao redor do mundo. Além disso, movimenta milhares de notícias, torcedores e apostas anualmente.

 

As competições que giram em torno desse esporte são inúmeras. A mais conhecida mundialmente é chamada NBA – National Basketball Association – e é a principal liga de basquete do mundo. Dentro dessa liga também está a liga de times femininos de basquete, chamada WNBA – Women’s National Basketball Association – também muito famosa nos Estados Unidos.

 

Recentemente um dos 12 times da liga ganhou destaque na mídia por conquistar seu quarto título entrando no ranking dos maiores campeões de basquete feminino. Ao lado de outros times femininos como Houston Comets e Minnesota Lynx, Seattle Storm entra para a liga dos times femininos com mais vitórias.

 

Seattle Storm: trajetória e conquistas

O antigo time Seattle Reign – participante da ABL que fechou em 1998 e então renomeado para Seattle Storm em 1999 entrando como parte da WNBA – estreou na temporada de 2000.

 

 A identidade do time é fortemente conectada ao nome ‘’Storm’’ que em inglês significa tempestade, nomeado assim como uma homenagem à cidade de Seattle que possui um clima chuvoso.

 

Nesse sentido o mascote, a música e até o boletim de notícias possui um nome ligado ao aspecto climático – o Stormwatch. O time tem uma forte aparição nos campeonatos e possui muita presença de quadra. Nesses 20 anos de carreira chegaram aos playoffs um total de 15 vezes.

 

O time femino de basquete possui em sua trajetória um elenco de jogadoras de grande porte, sendo algumas premiadas como MVP de temporadas em que o time jogou. ressaltar duas grandes jogadoras como destaque, Sue Bird e Breanna Stewart. Ambas atuaram ativamente na conquista de vitórias para o time.

 

Breanna Stewart, que entrou para o time em 2016, já ganhou dois All-Star Games, dois prêmios de MVP e MVP de finais, possui ótimas pontuações e é uma estrela para a equipe.

 

Sue Bird, que ocupa uma posição de Armadora no time, joga desde 2002 no Seattle Storm e é considerada uma das maiores jogadoras existentes dentre os times femininos de basquete. Sue já ganhou 11 vezes o All-Star como jogadora estrela, reafirmando/consagrando a sua fama.

 

O time é coordenado por uma equipe totalmente feminina, hoje, tendo como técnica principal a ex-jogadora Noelle Quinn.

Vitórias do time feminino de basquete Seattle Storm

O tetracampeão Seattle Storm conquistou recentemente o quarto título entrando na liga dos melhores times femininos de basquete. Vamos acompanhar a trajetória de vitórias desse time:

 

Em 2004 o time conquistou seu primeiro título após jogar contra o Connecticut Sun, segundo campeão da Conferência Oeste, além de ter conquistado o título foi a primeira aparição na final que o time teve.

 

A segunda aparição do Seattle Storm nas finais do campeonato de 2010, que garantiu ao time o segundo título de campeão e ainda o segundo recorde de vitória por três sets a zero, sendo esse um marco para as jogadoras.

 

Em 2018, mantendo a trajetória de conquistas, o time alcançou seu terceiro título também com o três sets a zero comprovando que são realmente uma tempestade em quadra.

 

O mais recente título conquistado em 2020 liderado pela MVP Breanna Stewart foi entusiasmar o público. O time deixou sua marca registrada de uma final ganha por três sets a zero. Podemos dizer que isso já é tradição do time, certo?

 

E para os próximos campeonatos, o que esperar? Em 2021 o time feminino de basquete era um dos favoritos, mas não conquistou o título – ficando este com o Chicago Sky.

 

Visto sua trajetória até o dia de hoje, não se pode esperar menos do que uma tempestade para as próximas temporadas. Mesmo que não chegue na final, o time feminino de basquete Seattle Storm certamente conquistará as arquibancadas com partidas emocionantes. Se você gosta de basquete, não deixe de acompanhar!

*Esta é uma página de autoria de APOSTAGOLOS e não faz parte do conteúdo jornalístico do MIDIAMAX.

Veja também

Com organização tática e ótimo toque de bola, o Internacional de recuperou da traumática derrota...

Últimas notícias