Mário Bittencourt seguirá no comando do Fluminense para um novo triênio. O atual presidente foi reeleito neste sábado em votação nas Laranjeiras com amplo domínio das urnas, recebendo 72% dos votos, e fica no comando até 2025. Candidato pela chapa “Com Amor e Com Vigor”, ele recebeu 2623 votos dos sócios que participaram do pleito e anunciou a renovação do técnico Fernando Diniz até dezembro de 2024.

“Já estava apalavrado e colocado os termos em contrato. Mas ele (Fernando Diniz) preferiu esperar a eleição. Estava combinado que se eu vencesse, ele continuaria conosco”, afirmou Mário Bittencourt ao lado do vice-presidente Mattheus Montenegro. “Está renovado por mais dois anos”, confirmou.

O atual presidente concorria com Rafael Rolim, da “Meu Fluminense Acelera”, que ficou em segundo com 799 votos, e Marcelo Souto, da chapa “Herdeiros de Oscar Cox”, que somou somente 228 votos. Foram oito votos nulos e três em branco.

Manter o treinador era uma das promessas do atual presidente, que neste novo ciclo terá de cumprir a promessa feita aos torcedores de que o Fluminense conquistaria o título da Copa Libertadores. A equipe está classificada para a próxima edição ao terminar no terceiro lugar do Brasileirão.

“Agora é subir o próximo, degrau. Encantar e ser campeão”, disse, confiante na manutenção do futebol vistoso apresentado pela equipe no Brasileirão e também na Copa do Brasil, na qual caiu nas semifinais. O dirigente prometeu buscar reforços para a Libertadores, mas primeiro se reunirá com o treinador para saber quais os nomes serão indicados. O encontro deve ocorrer ainda no começo da próxima semana com Diniz paras traçarem as metas e organizar a pré-temporada.