Gol contra bizarro dá ao Corinthians sua primeira vitória na Libertadores

| 13/04/2022
- 22:40
Gol contra bizarro dá ao Corinthians sua primeira vitória na Libertadores
O Corinthians soma seus três primeiros pontos (Foto: ACS/Corinthians)

Um gol contra inusitado deu ao Corinthians sua primeira vitória na Libertadores 2022 e evitou que a equipe de Vítor Pereira se complicasse no Grupo E do torneio continental. O zagueiro Caldeira jogou contra o próprio gol em um lance bizarro na etapa final e fez a festa da torcida corintiana, que lotou a Neo Química Arena na noite de ontem e voltou para contente com o triunfo por 1 a 0 sobre o Deportivo Cali.

O Corinthians soma seus três primeiros e valiosos pontos e deixou embolada a chave, na qual todos os integrantes aparecem com três pontos. A vitória na Libertadores é importante, sobretudo, para aliviar a pressão no ambiente provocada por resultados ruins recentes e cobranças desmedidas, inclusive com ameaças a alguns atletas.

Cássio, um dos ameaçados, foi fundamental para o triunfo, com defesas importantes na primeira etapa. Willian também fez uma boa apresentação, bem como o jovem Mantuan. Se não foi brilhante, a equipe mostrou competitividade e agradou Vítor Pereira, que terá paz para dar continuidade ao seu trabalho e tentar fazer com que a equipe engrene.

Embora tenha sido Cássio o goleiro que mais trabalhou no primeiro tempo, o Corinthians foi superior ao Deportivo Cali na etapa inicial. Diante de uma Neo Química Arena lotada, o time alvinegro teve bom volume de jogo, armou tramas interessantes pela direita, com Mantuan, mas não encontrou espaços na zaga dos colombianos.

Jô até balançou as redes após passe de Mantuan, mas o centroavante estava impedido. O lance não foi revisto porque não há VAR na primeira fase da competição.

A equipe visitante, inferior tecnicamente, mas bem armada e forte fisicamente, não desceu ao intervalo em vantagem porque Cássio salvou o Corinthians duas vezes. No cabeceio de

Burdisso que o fez se esticar todo, e no arremate potente de Camargo.

Se estava difícil para o ataque vencer o bloqueio defensivo dos colombianos, o Corinthians contou com uma ajuda preciosa do rival. Caldera, que acabara de entrar, se atrapalhou e marcou contra um gol bizarro. Ele subiu sozinho e cabeceou em direção ao próprio gol aos 22 minutos.

O time alvinegro recuou demais ao obter a vantagem, mas conseguiu a vitória porque se defendeu com competência e também em virtude da fragilidade do rival, pouco criativo e dependente de bolas longas inócuas. Ao fim da partida, os corintianos se ajoelharam, indicando estarem extenuados.

O Corinthians esquece por ora a Libertadores, já que só tem compromisso pelo torneio continental no dia 26, diante do Boca Juniors, em casa. O próximo adversário é o Avaí, no sábado, às 19h, pela segunda rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 DEPORTIVO CALI

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Raul Gustavo e Fábio (Lucas Piton); Paulinho (Giuliano), Maycon (Du Queiroz) e Renato Augusto; Willian (Bruno Melo), Mantuan e Jô (Róger Guedes). Técnico: Vítor Pereira.

DEPORTIVO CALI - De Amores; Aldair Gutiérrez, Burdisso (Caldera), Marsiglia e Mafla (Robles); Camargo (Luna), Congo e Téo Gutiérrez (Cabezas); Velasco, Jhon Vásquez (Ramos) e Rodríguez.

Técnico: Rafael Dudamel.

GOL - Caldera (contra), aos 22 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Eber Aquino (Paraguai).

CARTÕES A,ARELOS - Aldair Gutiérrez, Mafla, Gil, Paulinho, Dudamel, João Victor.

PÚBLICO - 37.708 pagantes.

RENDA - R$ 3.069.768,25.

LOCAL - Neo Química Arena.

Veja também

Com dois gols de cabeça, o Operário venceu a Chapecoense na noite desta segunda-feira, por...

Últimas notícias