Líder e campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, o colocou um ponto final na “ressaca” pós-título e quebrou com uma série de três derrotas consecutivas ao fazer sonoros 4 a 1 no Novorizontino na noite desta quinta-feira, no estádio Jorge Ismael de Biasi, pela 37ª rodada.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 75 pontos, na liderança isolada. O Novorizontino, por sua vez, ficou em situação delicada. O time paulista é o 17º, com 41. O CSA, primeiro time fora da zona da degola, tem 42.

O Novorizontino sufocou o Cruzeiro e não deixou o campeão da Série B passar do meio de campo durante os primeiros minutos. O time paulista fez valer a superioridade e abriu o placar aos dois minutos. Danielzinho pegou de primeira para superar o goleiro Gabriel Mesquita e fazer um bonito gol no Jorge Ismael de Biasi.

Mas o Novorizontino não conseguiu seguir no mesmo ritmo e acabou sofrendo o empate aos 17 minutos. Zé Ivaldo lançou, Cipriano ajeitou e Pedro Costa deixou tudo igual. A partir daí o time celeste tomou conta do jogo e fez valer o grande momento na competição.

Aos 26 minutos, Willian Oliveira aproveitou a sobra, após tentativa de Juan Christian, e fez um golaço. O time mineiro continuou pressionando, mas o Novorizontino se fechou e conseguiu evitar um placar ainda mais elástico.

Antes do final do primeiro tempo, o VAR entrou em ação para fazer mais um papelão. O árbitro de vídeo chamou Marcelo de Lima Henrique para conferir uma possível expulsão em um lance no qual o jogador em questão estava impedido. Por sorte, o árbitro não se precipitou e fez valer a decisão de campo.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou em cima do Novorizontino e precisou de cinco minutos para fazer mais um. Bidu disparou em velocidade, recebeu de Rodolfo e deixou o seu. Atrás do placar, Mazola Júnior mexeu na equipe, que esboçou uma reação ao acertar uma bola na trave com Rômulo, mas foi só.

O Cruzeiro voltou a tomar as rédeas do duelo e fez o quarto aos 18 minutos. Luvannor fez grande jogada individual e cruzou para Jajá, que chegou no carrinho para bater o goleiro Lucas Pereira. Com o jogo decidido, o time celeste se acomodou e viu o rival assustar.

A melhor chance do Novorizontino foi aos 17 minutos, mas a bola insistiu em não entrar. Quirino mandou para Danielzinho, que obrigou o goleiro Gabriel Mesquita a fazer um milagre para decretar o triunfo por 4 a 1.

O Novorizontino encerra sua participação na Série B no domingo (06), às 18h30, diante do Operário, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR). No mesmo dia e horário, o Cruzeiro recebe o CSA, no Mineirão, em (MG).

FICHA TÉCNICA

NOVORIZONTINO 1 X 4 CRUZEIRO

NOVORIZONTINO – Lucas Pereira; Willean Lepo, Joílson, Ligger e ; Jhony Douglas (Quirino), Gustavo Bochecha (Ramón Martínez) e Diego Torres (Rômulo); Douglas Baggio, Bruno Costa (Ronald) e Danielzinho. Técnico: Mazola Júnior.

CRUZEIRO – Gabriel Mesquita; Zé Ivaldo (Ruan Santos), Oliveira e Luís Felipe; Geovane, Willian Oliveira, Pedro Castro, Bidu (Xavier) e Marquinhos Cipriano (Jajá); Luvannor (Agenor) e Juan Christian (Rodolfo). Técnico: Paulo Pezzolano.

GOLS – Danielzinho, aos dois, Pedro Costa, aos 17, e Willian Oliveira, aos 23 minutos do primeiro tempo. Bidu, aos cinco, e Jajá, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique.

RENDA – R$ 55.980,00.

PÚBLICO – 2.765 pagantes.

CARTÕES AMARELOS – Romário (Novorizontino); Zé Ivaldo (Cruzeiro)

LOCAL – Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP).