Esportes

Vai ter Morenão ou não? FFMS diz que obras estão em 70% e entrega ocorrerá no prazo

Entra ano e sai ano e o torcedor campo-grandense começa a temporada do futebol com as mesmas dúvidas sobre o Campeonato Estadual: quando o Operário vai apresentar o elenco, como o Comercial vai montar um time para a disputa e se o estádio Morenão será liberado para o público acompanhar de perto a competição. Uma […]

Nyelder Rodrigues Publicado em 06/01/2020, às 18h40

None
lancedojogo.jpg

Entra ano e sai ano e o torcedor campo-grandense começa a temporada do futebol com as mesmas dúvidas sobre o Campeonato Estadual: quando o Operário vai apresentar o elenco, como o Comercial vai montar um time para a disputa e se o estádio Morenão será liberado para o público acompanhar de perto a competição.

Uma delas já tem resposta: o Morenão deve ser liberado antes do início do campeonato, programado para começar dia 22 de janeiro – mas com duelos envolvendo times da Capital apenas a partir do dia 1º de fevereiro.

Conforme o presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cezário de Oliveira, a ‘casa’ da dupla Comerário está com 70% das obras já realizadas, devendo tudo ser entregue até a semana que vem, no dia 14, uma terça-feira.

“Estamos trabalhando e será tudo entregue dentro do prazo que estipulamos. Os laudos vão mostrar que fizemos tudo conforme o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) pediu e provavelmente já no dia 15 será devidamente anunciada a liberação”, comenta Cezário.

As obras realizadas agora tem caráter paliativo e estão dentro da programação de ações para a manutenção do estádio feito pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). De acordo com pró-reitor de Administração, Augusto Malheiros, são investidos mensalmente cerca de R$ 350 mil para manter o local.

A maior parte desses R$ 350 mil vem da conta de água para irrigar o gramado do Morenão. Além dos valores já programados, outros R$ 75 mil também foram investidos pela Federação de Futebol. Os números foram repassados à imprensa em dezembro, durante coletiva realizada na sede do MPMS em Campo Grande para tratar desse tema.

Espera-se que o estádio Morenão deva voltar a ter capacidade máxima definida em 13 mil pessoas e que a venda de bebidas alcoólicas seja liberada no local, devido a decisão do TJ (Tribunal de Justiça) que liberou tal comercialização, atendendo lei local.

Reforma geral só após o Estadual

A fase principal da reforma deve acontecer apenas após o término do Campeonato Estadual de 2020, sendo o Governo do Estado o responsável pelo financiamento da obra. Os recursos virão do fundo estadual do Procon – o que já foi aprovado pelo conselho gestor.

Conforme o calendário divulgado pela FFMS, o Estadual 2020 começa no dia 22 (quarta-feira) com o duelo entre Águia Negra e Pontaporanense, no estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante. Já o Corumbaense estreia no dia 26 (domingo) em casa, contra o Maracaju.

Já no dia 1º de fevereiro, um sábado, acontece em Aquidauana o duelo entre Aquidauanense e Serc, enquanto que às 15h o Comercial deve estrear o Morenão em 2020 contra o Águia Negra. No domingo (2 de fevereiro), é a vez do Operário entrar no gramado do Morenão, também às 15h, para encarar a Pontaporanense.

A previsão é que a primeira fase do Estadual termine em 15 de março, iniciando a partir de 21 de março o mata-mata. Os dois jogos finais do campeonato estão marcados para acontecer nos dias 19 e 26 de abril.

Jornal Midiamax