Palpites são nada modestos

Não foi somente o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que agitou o domingo (5) nas ruas de . O clássico entre e Corinthians pelo Campeonato Brasileiro também tirou o pessoal de casa, mesmo com tempo de chuva. Nos locais de concentração das torcidas todo mundo tem um palpite e não são modestos.Clássico entre Corinthians e Palmeiras tira torcidas campo-grandenses de casa

Integrante da diretoria e reponsável pelo departamento de bandeiras da torcida do Corinthians na Capital, C.D Pavilhão Nove, Edson Colman, 28 anos, aposta no placar de 3 a 0 para o seu time. “Se vencermos hoje somos campeões”, diz. Isso porque o ‘timão' lidera o campeonato que está na 32ª rodada, a apenas sete do fim.

Elaine Marques, 30 anos, engrossa o coro de mulheres corintianas e também faz parte da diretoria, sendo a única integrante do sexo feminino em um total de oito cargos. O palpite é de 3 a 1. A concentração fica na 14 de Julho, entre a Fernando Correa e a 26 de Agosto. Por lá estão cerca de 250 pessoas.

Também na 14 de Julho, única coisa em comum entre as torcidas, está a Mancha Alviverde Subsede MS. Klaus Ravaza, 26 anos, um dos diretores da organização, aposta no 3 a 1 para o Palmeiras, mas adianta “nosso foco é a Libertadores. Se ganharmos hoje, ainda acredito que dá para chegar (à final do Brasileiro)”.

E também tem a ala feminina. Rosi Coelho, 46 anos, conta que é assídua, junto ao marido e às filhas, que hoje não estavam porque foram fazer o Enem. “Pode perceber que aqui tem muitas famílias, idosos, crianças, é muito bacana o ambiente”, disse logo após apostar no 3 a 1 para o ‘verdão'.