O Conselho de Administração da Econômica Federal aprovou a transferência das atividades lotéricas exercidas pelo banco para a Caixa Loterias. A empresa é subsidiária integral da Caixa, e foi constituída em 2015 com esta finalidade.

De acordo com a Caixa, a mudança pode trazer maior rentabilidade ao negócio. “A migração conferirá maior foco e contribuirá para o objetivo de modernização do negócio de loterias, expansão do mercado de jogos, diversificação dos produtos e incremento do resultado”, diz o banco.

A Caixa explora com exclusividade o serviço de jogos das loterias, que inclui marcas como a Mega Sena. Estes serviços são exclusividade da União, por lei, mas têm enfrentado a concorrência das casas online de apostas esportivas, as chamadas bets, que têm natureza distinta e foram regulamentadas pelo governo no ano passado.

A mudança foi aprovada mesmo com protestos de associações de funcionários do banco, que afirmaram que o movimento poderia abrir portas para a do negócio. A Caixa afirmou, em nota publicada no domingo, 14, que este movimento depende do Congresso, independentemente de qual seja o operador das loterias.

Além das apostas, as lotéricas são uma parte importante da rede de atendimento da Caixa. Em dezembro do ano passado, eram 13,3 mil unidades pelo País, de um total de 26,5 mil pontos físicos de atendimento do banco.