Terminou na noite de quarta-feira (31) o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda. A Receita Federal de Mato Grosso do Sul contabilizou 596.568 documentos entregues, o que corresponde a 8% acima do esperado.

O balanço mostra 44 mil a mais da estimativa inicial, de 552 mil. Quem deixou para última hora “correu”, cerca de 58.893 documentos foram declarados até as 22h59 de quarta-feira. Quem perdeu o prazo pagará multa de R$ 165,74, que é o valor mínimo caso tenha imposto a restituir. Quando o contribuinte tem saldo de imposto a pagar, a correspondente é de 1% ao mês sobre o valor do imposto devido, com limite máximo de 20% do valor total do imposto de renda.

Deixei de fazer, e agora?

O sistema da Receita Federal retornou às 8h desta manhã, com o formulário pré-preenchido ainda disponível para quem deixou de enviar a declaração. O Governo Federal já emite atraso com a multa.
O contribuinte que entregar a documentação após o prazo tem 30 dias para pagar a multa. Caso deixe de pagar até o vencimento, a incidência acarreta juros com base na taxa Selic, sendo necessário emitir o DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) atualizado por meio da Pesquisa de Situação Fiscal.

A falta de regularização pode causar diversos prejuízos além da multa, como o cancelamento do CPF (Cadastro Pessoa Física), investigação por sonegação de impostos e até prisão pela Polícia Federal de dois a cinco anos.