Cotidiano / Economia

Principal destino de ecoturismo, Bonito está 100% ocupado e vaga agora só por ‘encaixe’

Rede hoteleira, que conta com 6,5 mil leitos, já contabiliza aumento de 30% na procura este ano

Graziela Rezende Publicado em 30/12/2021, às 15h09

Cachoeira localizada em Bonito
Cachoeira localizada em Bonito - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Quem quiser ainda passar o réveillon em Bonito, um dos principais destinos de ecoturismo do país, só por “encaixe” a partir desta quinta-feira (30). Segundo empresários do ramo, a rede hoteleira está 100% ocupada desde o dia 26 de dezembro. Desde então, somente um ou outro consegue alguma vaga de última hora. 

Neste ano, com o avanço da vacinação, a categoria diz que já estima um aumento de 20% a 30% em relação a anos anteriores. “Nós estamos com os hotéis lotados e sabemos que só um ou outro está fazendo encaixe. Aqui, além da rede hoteleira, ainda temos as casas de aluguéis, chácaras e também as locações por aplicativo. Houve aumento de demanda, acredito que muito em função da vacinação”, afirmou ao Jornal Midiamax o empresário Cícero Ramos Peralta, de 64 anos. 

Dono de um estabelecimento no ramo da hotelaria na cidade, há 25 anos, além de ex-presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e a Associação Bonitense de Hotelaria (ABH), Peralta ressalta que acompanhou parte da evolução da cidade e avalia que, neste momento, Bonito está preparada para receber milhares de turistas. 

“Acredito que a cidade está sim preparada. Atualmente não tivemos nenhum problema de infraestrutura, água, internet, telefonia, está tudo funcionando normalmente. E agora a categoria estimou esse aumento percentual, em torno de 20% a 30%”, comentou o empresário. 

Umas das vias de acesso ao município de Bonito - (Foto: Reprodução)

Além dos 6,5 mil leitos, o município ainda conta com pouco mais de 100 estabelecimentos, desde pequenas pousadas a resorts. “Isso tudo foi catalogado para prefeitura aqui da cidade, somente as casas para temporada que ainda estão sendo cadastradas. Mas, sabemos que são ao menos 300 na cidade”, explicou. 

Rumo ao Pantanal

Para quem escolheu Aquidauana, no pantanal sul-mato-grossense, a rede hoteleira, para o Ano Novo, está com cerca de 80% de lotação, conforme a atual presidente do Comtur-MS, do município, Indiara Di Giorgio, de 44 anos. Ela ainda ressaltou que as pousadas pantaneiras estão com 90% de ocupação, bem como a hotelaria específica para a Estrada Parque Piraputanga. No entanto, ainda há a possibilidade de campings. 

“Os atrativos por aqui, de Aquidauana e região, são segmentados por biomas. O principal produto turístico é a Estrada parque Piraputanga, principalmente por ser o maior sítio arqueológico do estado, além de estar sendo implantada a primeira vinícola do estado. E o que vem despontando muito é o ecoturismo, então, temos produtos como o rapel, trekking, trilhas, bóia cross e rafting”, explicou Indiara. 

Além disso, ainda conforme a presidente, o Morro do Paxixi também é um local a ser explorado, com “uma vista incrível”, além de cachoeiras, áreas para motorhome, entre outras possibilidades de lazer.

Estrada Parque Piraputanga fica na região de Aquidauana. Foto: Governo do MS

Jornal Midiamax