Cotidiano / Economia

Novas regras do FGTS para financiar imóveis beneficiam famílias com renda mensal de até R$ 2 mil

Mudanças valem a partir de 2022 e reduzem taxa de juros ao ano para esse público

Gabriel Maymone Publicado em 01/10/2021, às 07h21

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Leonardo de França / Midiamax

O MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional) aprovou no mês passado novas regras para utilização do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para compra de imóvel em todo o país. Estas valem dentro do programa Casa Verde e Amarela e entrarão em vigor em 2022.

O objetivo é aumentar o desconto no valor do imóvel financiado por famílias que ganham até R$ 2 mil mensais. Pretende-se também uniformizar as taxas de juros oferecidas no programa e aumentar o valor dos imóveis que podem ser enquadrados como habitação popular destinados a famílias com renda mensal bruta de até R$ 7 mil.

Vale a pena?

A casa própria é o maior sonho do brasileiro, entretanto, é necessário analisar todas as condições para evitar que a compra se torne um pesadelo.

Em primeiro lugar, é necessário fazer um planejamento financeiro a longo prazo, incluindo uma reserva de emergência para lidar com imprevistos.

A iniciativa do governo em subsidiar e ampliar a possibilidade de aquisição de imóveis por mais famílias brasileiras é excelente. Com isso, os juros para quem ganha até R$ 2 mil vai para o máximo de 5% ao ano.

Dessa forma, o ideal seria que o valor da parcela do financiamento não fosse maior que 20% da renda familiar mensal. Seria também fundamental que pelo menos 10% fosse destinado a uma reserva financeira para lidar com imprevistos. E os demais gastos não superassem o total de 70%.

Jornal Midiamax