Cotidiano / Economia

Dólar salta quase 1,5% e vai a R$3,33 com derrota de Temer em comissão no Senado

O dólar avançou 1,40 por cento

Diego Alves Publicado em 20/06/2017, às 20h30

None

O dólar avançou 1,40 por cento

O dólar saltou quase 1,5 por cento e foi a 3,33 reais nesta terça-feira após a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado rejeitar o texto principal da reforma trabalhista, sinalizando que o governo do presidente Michel Temer está com menos força política dentro do Congresso Nacional.Dólar salta quase 1,5% e vai a R$3,33 com derrota de Temer em comissão no Senado

Com isso, cresceu o temor entre investidores de que a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem, pode não ser aprovada.

O dólar avançou 1,40 por cento, a 3,3308 reais na venda, maior patamar de fechamento desde 18 de maio, quandosaltou mais de 8 por cento e foi a 3,3890 reais, dia seguinte à divulgação das delações dos executivos do grupo J&F e que afetaram Temer.

Na máxima deste pregão, a moeda norte-americana atingiu 3,3426 reais. O dólar futuro DOLc1 tinha alta de cerca de 1,50 por cento no final da tarde.

“O sinal é muito ruim… de perda de força de Temer”, afirmou o economista da gestora Infinity, Jason Vieira, em comentário.

A CAS rejeitou o parecer da reforma trabalhista, imprimindo ao governo importante e surpreendente derrota. Por 10 votos a 9, os senadores não aprovaram a proposta, que vinha sendo utilizada pelo governo para demonstrar que ainda tem força no Congresso.

Longe de Brasília, em viagem oficial à Rússia, Temer procurou minimizar a derrota sofrida e garantiu que a reforma será aprovada pelo plenário do Senado.

“Não é surpresa negativa não, isso é assim mesmo, tem várias fases, varias etapas, e nas etapas você ganha uma, ganha outra, perde outra, o que importa é o plenário”, disse o presidente a jornalistas em Moscou.

Jornal Midiamax