Cotidiano / Economia

Com crise, mais pessoas recorrem ao crediário para compras em Campo Grande

Consultas ao SCPC foram 18,6% maiores que em fevereiro

Midiamax Publicado em 10/04/2015, às 20h04

None
comercio.jpg

Consultas ao SCPC foram 18,6% maiores que em fevereiro

A atual conjuntura econômica tem deixado muita gente receosa na hora das compras. Mas, apesar de o momento ser para ‘puxar o freio de mão’ e conter gastos, houve acréscimo na quantidade de vendas no crediário para o consumidor campo-grandense.

Conforme informações da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), o número de consultas realizadas pelas empresas ao SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) indica a quantidade de vendas no crediário, ou por parcelamento.  

A metodologia, segundo o presidente da associação, João Carlos Polidoro, é tida como um ‘termômetro’ para sentir o movimento no comércio . “Vemos isso como vendas realizadas, normalmente a pessoa já chega no balcão com o CPF no intuito de comprar”, explica. Março, por exemplo, registrou 50.918 consultas, aumento de 18,6% em relação a fevereiro. Muitas pessoas podem ter recorrido ao crediário para poder aproveitar as liquidações do período. 

Outra comparação que apresenta resultados favoráveis é o comparativo entre março deste ano com o mesmo período de 2014. De acordo com informações da associação, os números atuais mostram que o número de consultas ao SCPC teve acréscimo de 15,6%.

O primeiro trimestre de 2015 apresentou uma pequena alta, já que teve 139.279 consultas efetuadas, 2,6% a mais do que no mesmo período de 2014. “Esperamos que, com a campanha que a ACICG está preparando para o dia das mães e dos namorados, os consumidores fiquem motivados e os empresários mais otimistas com o segundo trimestre”, completa o presidente da associação.

Jornal Midiamax