Faltam nove dias para a celebração do , no dia 14 de maio, e o comércio de começa a se preparar para o aquecimento nas vendas nos próximos dias. Apesar de muitas pessoas ainda não terem comprado nenhum presente, afirmam que já começaram a sondar opções pelo centro da Capital. Dessa forma, cosméticos, acessórios e estão na preferência do consumidor para essa época do ano.

Mãe de dois filhos, Mayara Maria Alves, de 29 anos, é dona de casa e já planeja a celebração em família. Ela foi ao centro da Capital para passear e aproveitou para pensar nas opções de presente para sua mãe.

“Vou fazer um almoço, um churrasco em família com a minha mãe, minha irmã e tias. Ainda não tenho ideia de presente, mas pretendo comprar perfume”, diz. A fragrância é, inclusive, o que ela gostaria de ganhar no seu dia também. “Adoraria receber um perfume ou celular”.

Na 14 de Julho, a Mirian de Souza Araujo, de 35 anos, alega que perfume também está na sua lista de lembranças. Por trabalhar em loja de cosméticos, a ideia é presentear a mãe com alguma colônia ou kit com vários produtos de beleza.

Mirian de Souza Araujo
Mirian de Souza Araujo (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

“Com certeza vou levar algo aqui da loja. Até dia 14 o presente estará escolhido porque Dia das Mães não pode passar em branco”.

Questionada sobre qual é a sua tradição neste dia, ela firma que é juntar a família. “A gente faz almoço, passa o dia com ela, faz o café da manhã e ela consegue passar o dia inteiro com as crianças. Junta todos os netos e vira um dia de festa”.

Roupas e acessórios

O setor de roupas e acessórios femininos também apresenta boas prospecções de vendas, apesar da baixa movimentação percebida no comércio. Conforme Cleide Eunice da Silva Souza, gerente da loja Uzze, de roupas femininas, clientes já começaram a procurar por presentes no local, mas a movimentação ainda não é considerada a ideal.

“No começo do mês as vendas já estavam bombando em 2022, já agora estou achando bem diferente”, explica.

Dia das Mães
Roupas são opções para o Dia das Mães em Campo Grande (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Mesmo assim, ainda tem expectativa de vender bem nas próximas semanas, especialmente camisas e casacos.

“Tem que ser um mês bom porque normalmente maio é o segundo ‘dezembro' por ser muito bom de vendas, então esperamos que seja ótimo”.

O mesmo é observado por Viviane Pinho de Oliveira, gerente da loja Beco, especializada em acessórios. A expectativa dela é que as vendas aumentem a partir desta sexta-feira (5) com o pagamento dos salários. “Como amanhã é o pagamento, a gente espera que a partir de sábado as coisas comecem a dar uma melhorada no centro”.

Viviane
Viviane Pinho de Oliveira (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Enquanto isso, loja já se prepara para a movimentação com kits especiais para Dia das Mães e planejamento de promoções. Até o momento, clientes já procuraram por colares de mães e filhos e pérolas para as avós. “A ideia é superar as vendas do ano passado”, ressalta.

Questionada sobre o que vai presentear a sua mãe, Viviane afirma que dará acessórios. “Estou pensando em bolsa ou colar. Minha mãe gosta dessas coisas”.

Perspectivas para novas empresas

Enquanto isso, o começo do mês de maio é de grandes perspectivas para as novas empresas que vão estrear o Dia das Mães em 2023. É o caso da loja Seren, especializada em moda feminina, localizada no Pátio Central. Por lá, a gerente Rafaela Lorraine da Silva Moura explica que empresa está aberta há quatro meses e, logo nos primeiros dias de maio, já percebeu muita diferença na procura.

“Agora que já começou o mês a gente já está vendo bastante diferença porque mês passado foi bem ruim e esse mês a maioria das pessoas que entram na loja é para o dia das mães”.

Rafaela
Rafaela Lorraine da Silva Moura (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

As principais pedidas dos clientes são vestidos longos, então as responsáveis optaram por investir mais nessas peças.

“A gente está com bastante expectativa porque acabou de começar o mês e já está com bastante procura. Realmente vai dar bom esse mês. A gente vai entrar com tudo agora nesse mês das mães”, explica.

Ainda no complexo comercial, o quiosque da Chilli Beans, atuante no setor de óculos, também abriu há pouco tempo e está animado com o primeiro Dia das Mães. As opções mais procuradas para presentes, até agora, foram óculos de sol como acessórios.

“Agora no começo do ano a gente já teve bastante procura por óculos solares para mulheres. Com esse crescimento, combinado com o Dia das Mães, acredito que vá vender mais aqui no comércio”, diz Sérgio Palmeira Marques, vendedor do quiosque.

Ambos os empreendimentos ainda ressaltaram a grande procura de clientes nas plataformas digitais, que se tornaram um ‘braço' bem vantajoso para ajudar nas vendas neste período.

óculos de sol
No setor de acessórios, óculos de sol são bem procurados (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Mães se foram, mas celebrações continuam

Enquanto muitas pessoas estavam no centro de Campo Grande a procura de presentes para as mães, outras vivenciavam mais um período de despedida, uma vez que as mães já são falecidas.

Glaucea
Glaucea Alves da Cunha (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Jair Ferreira, de 64 anos, recorda com carinho os lindos momentos vividos ao lado da mãe. Esse ano, ele vai presentear a filha de 23 anos, que tem filhos. A ideia é homenageá-la com uma cesta de bombons. “Não comprei o presente dela, mas vou escolher ainda”.

Durante nossa a uma loja de departamentos, a Glaucea Alves da Cunha Carneiro compartilhou que sua mãe se foi há 10 anos. Por isso, a intenção dela em 2023 é presentear as irmãs, passar o dia ao lado da família e, quem sabe, receber um presente do filho, um adolescente de 17 anos.

“O meu filho disse que vai me fazer uma surpresa, estou esperando. Ele sempre me surpreende com alguma coisa”, conclui.

Dia das Mães deve movimentar R$ 493 milhões

O Dia das Mães deve movimentar R$ 493 milhões na economia de Mato Grosso do Sul. A data é a segunda melhor para o comércio e o Instituto de Pesquisa da Fecomércio MS prevê cenário otimista, com aumento de 37% na movimentação econômica, em relação ao ano passado.

Pesquisa Sazonal de Intenção de Compras, divulgada nesta sexta-feira (14), prevê que o gasto médio por pessoa no Dia das Mães seja de R$ 440,39, considerando presentes e comemorações. Já a maioria afirmou que irá comemorar a data (80,36%) e pretende dar presentes (70,57%).

Segundo os dados, roupas, artigos de perfumaria e calçados são os principais itens, com a escolha da homenageada (42%) prevalecendo entre os fatores que vão definir a compra do presente.

Sobre as comemorações, a maioria dos entrevistados (86%) pretende passar o dia reunido com a mãe e preparar uma refeição, enquanto 8% dizem que pretendem ir a um restaurante ou similar. Dentre os municípios pesquisados, apresentou o maior valor médio do presente, R$ 255,56, sendo que na Capital o valor médio ficou em R$ 215,93. A pesquisa completa pode ser conferida nesta reportagem do Jornal Midiamax.