Para melhorar o atendimento relacionado a demandas de planos de saúde, equipes do Procon-MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor), receberão capacitação. A iniciativa, realizada em parceria com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), ocorrerá entre os dias 6 e 7 de novembro, em Campo Grande.

Segundo o Procon-MS, a Capital foi uma das 12 cidades escolhidas para atualizar os atendentes dos Procons sobre as regras do setor e auxiliá-los no esclarecimento de dúvidas dos consumidores.

Secretário-executivo do Procon/MS, Antonio José Angelo Motti, destaca que a iniciativa deve ampliar o número de pendências resolvidas em MS.

“Esta parceria inédita é muito importante para aprimorar os procedimentos e, principalmente, melhor orientar os consumidores, elevando assim o grau de resolutividade dos casos”, diz.

Eliane Medeiros, diretora de fiscalização da ANS, ressalta que a capacitação visa tornar as informações sobre saúde suplementar acessíveis e ampliar a parceria com os órgãos de defesa do consumidor.

No dia 7 de novembro, servidores do Procon/MS e da ANS esclarecerão dúvidas e registrarão problemas de consumidores sobre seus planos de saúde. O atendimento, com o suporte de técnicos da agência de saúde suplementar, ocorrerá das 9h às 15h, na Rua 13 de Junho, 930, Centro.

Procon combate crime de estelionatário
Procon em MS (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

Indicadores do setor

Dados da ANS indicam que em agosto, havia 669.465 beneficiários de planos de saúde em Mato Grosso do Sul. Apenas em Campo Grande, 275.117 pessoas possuem o serviço contratado, o que corresponde a 41,09% do total do Estado. A maioria dos contratos é do tipo coletivo, quando o processo é intermediado junto à operadora do plano por uma pessoa jurídica, como empresa, sindicato ou associação, em benefício das pessoas que fazem parte dela. Em alguns casos, é possível incluir dependentes.

Principais demandas dos sul-mato-grossenses

O levantamento da ANS mostra que 38,22% das demandas correspondem a reclamações (172), seguido por questionamentos sobre cobertura, com 35,56% (160). Além disso, 23,56% das solicitações referem-se a pedidos de informação (106).

De janeiro a outubro, foram formalizadas 98 reclamações pelos canais de atendimento do Procon/MS. Destas, 63 registros são relativos à cobrança/contestação (64,29%), 20 sobre contrato/oferta (20,41%) e 7 por vício de qualidade (7,14%).

Como registrar uma reclamação:

Em caso de problemas, a orientação é que o consumidor registre sua demanda junto à operadora de saúde e obtenha um número de protocolo. Se houver negativa ou impedimento de acesso, é possível recorrer ao Disque ANS 0800-701-9656 (de segunda a sexta das 8h às 20h, exceto feriados), bem como a um formulário de dúvidas e reclamações online.

O Procon/MS está disponível por meio de um formulário de reclamação no site, pelo Disque Denúncia 151 e atendimento presencial em quatro endereços na Capital.