A Páscoa é uma das datas tradicionais do comércio e, em 2023, a estimativa é que sejam movimentados R$ 256 milhões em Mato Grosso do Sul. A maior parte do montante, sendo R$ 135 milhões, deve ser investida em produtos da data e outros R$ 121 milhões nos tradicionais ovos de Páscoa.

Recentemente, o Jornal Midiamax mostrou que os preços, no entanto, estarão mais salgados, com aumento de pelo menos 10% a 15%, conforme a marca, em relação aos preços de 2022.

A pesquisa de intenção de compras, realizada pelo IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS) e o Sebrae MS (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), foi divulgada nesta quarta-feira (15). O valor médio das compras será de R$ 144,29 para presentes e de R$ 151,99 para as despesas com as comemorações.

Pesquisa mostra que o cliente está disposto a fazer pesquisa de preço e pagar à vista para economizar. “O empresário tem de ficar atento, pois a pesquisa mostra que o cliente irá fazer pesquisa de preço e querem pagar à vista com desconto em dinheiro ou no débito, representando uma ótima oportunidade para gerar fluxo de caixa”, explica o presidente do Sistema Fecomércio MS, Edison Araújo.

Para 44% dos entrevistados, a quantidade interna no ovo de páscoa tem muita relevância, bem como o tamanho, para 28% deles. A pesquisa também mostrou que o consumidor está disposto a ir presencialmente às lojas, conforme resposta de 76,56% deles.

“É um momento para estreitar relacionamento com a clientela, mostrar variedade de produtos e, até mesmo, organizar kits que facilitem o domingo de Páscoa das famílias”, sugere a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira.