A Páscoa de 2023 pode ter cenário atípico nos varejistas e atacarejos de Mato Grosso do Sul. Com exposição ainda tímida dos itens, o aumento dos produtos nas gôndolas no Estado vai depender de uma reação do mercado, situação a se confirmar ainda nos próximos dias.

Os preços, no entanto, estarão mais salgados, com aumento de pelo menos 10% a 15%, conforme a marca, em relação aos preços de 2022.

É o que apontou ao Jornal Midiamax o Presidente da AMAS (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados), Denyson Prado. À reportagem, Prado descreveu que a reação do mercado dependerá das novidades em relação à “situação de uma grande varejista que tradicionalmente comercializada a maior parte dos ovos de Páscoa”.

O cenário atípico já havia sido ventilado nacionalmente, logo após o escândalo de dívida bilionária das Lojas Americanas, atualmente em recuperação judicial, e conhecida por ter a maior oferta dos itens nesta época do ano.

Assim, para evitar um “cataclisma financeiro” na páscoa, a varejista pagou os ovos à vista. Isso porque, antigamente, a compensação à indústria ocorria cerca de duas semanas após a aquisição. Com a desconfiança devido à situação das Americanas, porém, a empresa precisou mudar a estratégia dos pagamentos.

Com essa situação, de acordo com Prado, as principais marcas como Lacta (Mondelez), Arcor e Nestlé, concentrarão a distribuição aos supermercados e atacarejos. “Então, é provável que tenha um pouco mais de produtos nas lojas, porém com o preço está de 10% a 15% mais caro, conforme a marca”, detalhou.

Ainda segundo Prado, a expectativa é que seja uma Páscoa boa, com perspectiva de aumento nas vendas, sendo de 5% a 10%. O presidente também pontuou que, no entanto, o setor está pagando mais caro pelos produtos.

De R$ 36,99 a R$ 114,90

Como termômetro para o feriados de pascoa, O Jornal Midiamax visitou quatros supermercados de Campo Grande para registrar a preparação do comércio para a data, e traçar um panorama dos preços na Capital do Mato Grosso do Sul. Entre marcas e sabores, o ovo mais barato encontrado foi de R$ 36,99 e o mais caro por R$ 114,90.

Em um supermercado na vila Belo Horizonte, na rua Alberto Sabin, os ovos de pascoa ainda estão sendo comprados, para aí sim serem inseridos no mercado.

No Comper da Brilhante, o ovo da marca ‘Kinder Ovo’ de 150g custa R$ 84,98. O da marca Ferrero Rocher Dark de 225g custa R$ 94,90. Também da Ferrero Rocher, o ovo das pascoa Gran Collection de 365g sai por 114,90.

No mesmo supermercado, também é possível encontrar o ovo da marca Ferrero Rocher, mas de 137,5g, por R$ 59,98.

Preço nos atacadistas

No Atacadão da avenida Duque de Caxias, o ovo de pascoas da Lacta do sabor Laka, de 175g, custa 42,90. O sonho valsa de 357g está custando R$ 58,90. E o ovo de pascoa com dois sabores, de Laka e Diamante Negro, de R500g é vendido por R$ 89,90.

Um dos ovos mais em conta foi encontrado no Assaí Atacadista por R$ 36,99 (Foto: Henrique Arakaki / Jornal Midiamax)

O ovo de páscoa do sabor Diamante Negro de 176g custa 42,90, no mesmo estabelecimento é possível encontrar a barra de chocolate do Diamante Negro de 165g, por R$ 10,50.

O Assaí Atacadista, na avenida Duque de Caxias, também está com a ilha de ovos de páscoa montada. Lá, o ovo de páscoa do sabor Laka, de 175g, custa R$36,99. O sonho valsa de 357g está custando R$ 49,99. O ovo de pascoa com dois sabores, de Laka e Diamante Negro, de 500g é vendido por R$ 78,99.