Cotidiano / Consumidor

Com risco de incêndio e desprendimento de peças, Procon do MS alerta para recall da Mercedes-Benz

Foram identificados problemas em mais de 5 mil veículos de vários modelos

Renan Nucci Publicado em 02/07/2021, às 16h00

None
Foto Ilustrativa

O Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul) emitiu alerta de recall a proprietários de veículos da marca Mercedez-Benz, em razão de problemas que podem causar acidentes em mais de 5 mil unidades. A medida segue orientação do Ministério da Justiça, por meio da Senacom (Secretaria Nacional do Consumidor).

Na lista consta os modelos da “família” OF (OF 1519, OF 1724 e OF 1721) fabricados entre os anos 2 014 e 2018, que apresentam inconformidade no processo de soldagem da carcaça do eixo traseiro, em nada menos que 2.114 veículos. Também há problemas nos modelos AMG GLC 63 4Matic e GLC 63 S 4 Matic+Coupê fabricados entre abril de 2018 e janeiro de 2020.

 Neste caso as inconformidades se dão na instalação de componentes da fonte de alimentação do motor de partida. Isto ocorre em 117  unidades e o risco é ocasionar atrito indevido no cabo de alimentação com a carcaça do motor, desgastando o componente isolante, o que poderá gerar  curto circuito e consequente incêndio, com possibilidade de  acidentes com danos aos ocupantes.

Veículos modelo GLB 200 W fabricados  nos meses de agosto e setembro de  2020 podem apresentar problemas na fixação dos para-lamas dianteiros, podendo levar ao desprendimento completo de tal componente em via pública. No entanto, apenas oito unidades foram afetadas.

Em relação aos veículos  nos modelos Classe C, Classe E e  Classe CLS, fabricados no período de  dezembro de  2005  a setembro de 2006, problemas  acontecem com a fixação do painel de vidro deslizante do teto solar de 138 unidades, com possibilidade de  deslocamento do vidro e evolução para o desprendimento total da peça, causando danos físicos que podem ser até fatais a quem estiver no interior do carro.

Componentes do alternador dos veículos Classe C 200 Avantgarde (tanto importados como nacionais) fabricados entre maio de  2014 e dezembro de  2016 podem ocasionar aumento irregular de temperatura nos seus  diodos, o que poderá gerar pane elétrica na bateria com possibilidade de incêndios. Isto ocorre com 3.710 unidades aumentando a probabilidade de  acidentes.

O mecanismo de fixação do cubos das rodas em 12 unidades de veículos modelo AMG GT 43 coupê 4 de 4 portas fabricados entre agosto de  2019 e fevereiro de 2 020 apresenta problemas que podem minimizar a resistência de tal mecanismo com possibilidade de desprendimento das calotas nas  vias de tráfego. Com isso, pode ocorrer acidentes de natureza graves e até mesmo fatais a terceiros.

Jornal Midiamax