O auxiliar administrativo, Nelson Corrêa Tosta, de 63 anos, não conseguiu desembarcar de um na Avenida Júlio de Castilho, região do Santo Amaro, em , durante a noite desta quinta-feira (4) por causa do elevador para uso de cadeirante que estragou.

Nelson, que trabalha em um hospital particular de Campo Grande, conta que já houve problema no elevador do ônibus durante o embarque no coletivo da linha 086 (Júlio de Castilho/Shopping) no ponto do Shopping Campo Grande. “No embarque, o elevador começou a perder a força e começou a descer, ainda bem que o motorista me ajudou se não eu ia cair”, disse.

Porém, de acordo com Nelson, posteriormente, ele deveria desembarcar às 19h10 no ponto de ônibus na Avenida Júlio de Castilho, quase esquina com a Avenida Presidente Vargas, quando o elevador parou de funcionar. Até o momento da publicação, um funcionário do estava no local fazendo o reparo.

Todos os outros passageiros seguiram viagem em outro ônibus e Nelson teve que esperar o reparo para desembarcar. Ele gravou um vídeo onde desabafa sobre o possível aumento das tarifas e que não é a primeira vez que ocorre transtorno parecido em ônibus do Consórcio Guaicurus. “Todo mundo desembarcou e apenas eu aqui, sem poder chegar em casa”, disse.