A Polícia Federal suspendeu o serviço de agendamento de emissão de passaportes após suspeita de um ataque hacker aos sistemas da corporação. A PF já abriu inquérito para apurar o ataque.

O serviço de agendamento é feito pela internet e aparece como temporariamente indisponível. “Acabei de fazer uma tentativa no site da PF e não consegui prosseguir. Minha família pretendia viajar no final do ano”, conta leitor do Jornal Midiamax.

A Polícia Federal informa que os agendamentos que foram feitos previamente serão atendidos normalmente nas datas e horários marcados. Entretanto, ressalta para os usuários que não tiverem viagem programada para os próximos 30 dias, o recomendado é que aguardem a normalização do serviço.

“Àqueles que comprovadamente tenham necessidade da emissão do documento de viagem nos próximos dias devem enviar a documentação comprobatória da urgência a uma unidade emissora de passaporte”, diz a nota.

Confira a unidade mais próxima, clicando aqui. A Polícia Federal informa que segue trabalhando para o reestabelecimento do serviço o mais rápido possível.