Cinco dias após ampliar a vacinação contra a dengue para pessoas entre 6 e 16 anos, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande ainda tem 500 doses disponíveis e prestes a vencer. A ampliação foi uma estratégia pontual para evitar o desperdício das doses que vencem dia 30 de abril.

Na semana passada a saúde de Campo Grande contava com estoque de 1,3 mil doses da Qdenga e, seguindo recomendação do Ministério da Saúde, ampliou o público-alvo para pessoas entre 6 e 16 anos. Neste período, foram aplicadas 800 doses do imunizante e a procura continua baixa.

De acordo com a Sesau, uma reavaliação da estratégia será feita até quinta-feira (25), quando a secretaria deve definir se amplia ainda mais o público. O Ministério da Saúde deu aval para, caso necessário, ampliar até o limite etário especificado na bula da vacina dengue, que compreende dos 4 aos 59 anos, 11 meses e 29 dias.

A recomendação só é válida para doses da vacina com vencimento em 30 de abril de 2024, para evitar desperdício. Fora essa situação, mantém-se a recomendação de vacinação contra a dengue na faixa etária de 10 a 14 anos.

Mudança temporária

De acordo com o Ministério da Saúde, a modificação da estratégia é temporária, em razão da data de vencimento das vacinas. Mas quem se vacinar nesse cenário, terá sua segunda dose garantida.

“Lembrando que cada município está em uma situação em relação ao estoque e busca pelas vacinas, então é importante verificar junto ao município a faixa etária liberada. Neste momento é de extrema importância levar as crianças para a atualização da caderneta vacinal, para protegê-las e reduzir os riscos de dengue”, acrescentou.