Há mais de um ano, o prédio que um dia sediou o Labcen (Laboratório Central) de Mato Grosso do Sul, virou ‘casa’ de usuários de drogas e de lá para cá a situação tem piorado. Quem trabalha por perto afirma que os usuários fazem suas necessidades fisiológicas ali mesmo, na avenida Calógeras, e ameaçam quem passa por lá.

Trabalhadores da região afirmam que tem aumentado consideravelmente o número de usuários de drogas no local, que são agressivos e por vezes são vistos portando armas brancas, como facas. O prédio abandonado está localizado ao lado da Casa do Artesão, recém-reformada para abrigar artesanato de 800 artesãos do Estado e receber turistas.

“As pessoas ao passar ou estacionar são abordadas por eles. Pedem e se vc não tem, eles te xingam. Eles também fazem a calçada de banheiro e ninguém suporta o mau cheiro de urina e fezes”, afirma um do Jornal Midiamax.

Problema perdura há mais de um ano

Em julho de 2022, o Jornal Midiamax mostrou que devido a uma operação policial que expulsou usuários de drogas da antiga rodoviária, muitos migraram para ruas do centro, incluindo o antigo prédio do Labcen.

O espaço pertence ao Governo do Estado e por um tempo ficou sob administração da prefeitura de , já que a promessa era de que o prédio se tornaria a sede uma nova unidade da Polícia Militar, que ficaria à disposição 24 horas.

Porém, os planos não saíram do papel e o prédio foi devolvido para a administração do Governo do Estado, que já em julho de 2022 informou que deveria ser revitalizado e usado pela Fundação de de Mato Grosso do Sul.

O prédio está desativado há cinco anos.

Governo afirma que realiza estudo técnico

Em nota enviada ao Jornal Midiamax, o Governo do Estado afirma que a (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) está com um estudo técnico para construção de um projeto executivo visando à restauração do prédio e destinação à cultura.

A Fundação entende que como o prédio integra uma zona de interesse cultural, já que está localizado ao lado da Casa do Artesão, e que mais um equipamento de memória e difusão ajudará na melhoria da região.

Prédio antigo do Labcen está abandonado na Avenida Calógeras, Centro de Campo Grande | Foto: Marcos Ermínio, Midiamax

Está sabendo de algo que precisa saber? Conte pro Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Acompanhe nossas atualizações no FacebookInstagram e Tiktok