Desde o segundo semestre de 2022, alunos da Escola Estadual 11 de outubro foram transferidos para uma unidade improvisada, enquanto a estrutura passa por reforma. Porém, alunos reclamam da precariedade do local, que inclui falta de ventilação, goteira e muitos .

De acordo com leitores do Jornal Midiamax, a escola improvisada fica em um barracão com poucas janelas e ventiladores, que deixam o lugar calor. Já quando chove, o que têm ocorrido praticamente todos os dias, são as goteiras que atrapalham os alunos.

Fora isso, alunos ainda convivem com pombas e suas fezes dentro da estrutura improvisada. Os próprios alunos relatam que também receberam “avisos” para não tirar foto ou filmar a escola, em tom de ameaça.

Reforma na escola

A 11 de outubro, localizada no Bonança, abriga 800 alunos nos três turnos, em turmas de 5º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio, todas em tempo parcial.

Em julho de 2022 fechou para reforma promovida pelo Governo do Estado e estimada em R$ 6,164 milhões. O prazo é de um ano para conclusão.

A reforma vai atingir ampliação do espaço e adequações nas redes hidráulica e elétrica; serviços de pintura e cobertura; obras de acessibilidade; adequação às normas vigentes de segurança, prevenção e combate à incêndio.

O que diz o Governo do Estado

Em nota, a SED (Secretaria Estadual de Educação) afirma que a previsão de reforma da unidade é para antes do primeiro semestre, onde os estudantes, já no segundo semestre, retornem para escola reformada.

Quanto ao espaço, a secretaria afirma que foram feitas todas adaptações para o atendimento dos estudantes, com cozinha, refeitório, salas de aulas e trata-se de um espaço provisório.

Está sabendo de algo que MS precisa saber? Conte pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Acompanhe nossas atualizações no FacebookInstagram e Tiktok