Desde 20 de julho, moradores de assentamento próximo ao distrito de Aguão, estão isolados. A ponte que ligava a cidade a área rural foi danificada e as famílias que moram na região conhecida como Campo Alegre, afirmam que estão sem condições de escoar a produção rural e enviar para escola.

Moradores locais relatam ao Jornal Midiamax, que a região fica na divisa de três municípios (Campo Grande, e ) e por isso, não conseguem respostas sobre prazos para que a ponte seja arrumada. A ponte “do rio madeira” era o único acesso terrestre a região, já que outra ponte também está danificada.

Na região moram pequenos produtores de hortaliças, mandioca, queijo, que precisam levar seus produtos para vender na cidade, mas enfrentam dificuldades. A alternativa para quem tem carros altos é atravessar o córrego Campo Grande, em uma passagem improvisada que foi aberta.

Crianças estão sem aulas

Crianças também estão sendo prejudicadas, já que para chegar até a escola, os pais precisam levá-las até a ponte, para que atravessem a pé e peguem o do outro lado. Porém, devido ao risco da ponte desabar, muitos pais evitam a travessia e as crianças estão sem aulas.

Outra situação ocorreu com o fornecimento de elétrica. Moradores afirmam que passaram dias sem energia, pois a concessionária não conseguia chegar ao local. Com a proximidade do período de chuvas, moradores se preocupam com a situação, já que em dias chuvosos é impossivel passar também pelo acesso improvisado.

As prefeitura de Campo Grande, Jaraguai e Rochedo foram questionadas sobre o assunto e o espaço segue aberto ao posicionamento.

Está sabendo de algo que MS precisa saber? Conte pro Midiamax!