Criado em 2020 para suprir a demanda por atendimento médico nos primeiros picos da pancemia de Covid-19, o serviço de Telemedicina da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande voltou a registrar alta nos primeiros dias do ano.

Nesse período, a equipe recebeu mais de 100 ligações e realiza o monitoramento de 25 pessoas desde o início de 2023. A Capital vê uma explosão nas notificações de Covid-19 desde meados de dezembro, com uma alta que ultrapassa os 1.800%.

Em dezembro de 2022, foram mais de 600 ligações recebidas pelo telefone 2020-2170 e aproximadamente 120 pacientes foram monitorados por meio deste serviço. O serviço segue a Nota Técnica nº 26 de 07/12/2022 em relação à Covid-19 para realizar os atendimentos.

“Houve um aumento da procura nas últimas semanas, principalmente pelas festividades. Nós ficamos à disposição para fazer o acompanhamento de pessoas infectadas, mas também tiramos dúvidas da população sobre onde há testes e vacinas próximo à residência, questões de fins trabalhistas e medicações que podem ser usadas em casa”, explica a coordenadora da telemedicina, Núria Ananda Pereira.

Surgiu na primeira onda de Covid-19

O serviço foi implementado na Capital em 2020 para fornecer orientações à população e desafogar a fila de consultas ligadas à Covid-19. A equipe monitora diariamente o isolamento de pessoas que testaram positivo para o Coronavírus e procuraram o serviço de telemedicina, tirando dúvidas e fornecendo informações, como sobre medicações indicadas. Um médico plantonista fica à disposição para atender à população via telefone.

“As pessoas têm muitas dúvidas sobre ter contato com alguém que testou positivo, se devem ou não fazer o teste. Ela deve fazer o teste quando apresenta sintomas. O recomendável é se testar entre o primeiro e oitavo dia de sintomas, mas, especialmente, entre o terceiro e oitavo dia, para evitar falso negativo”, explica a coordenadora da telemedicina.

Outra recomendação é que quem teve contato com pessoas positivadas mantenha a “etiqueta respiratória” e use máscara mesmo se não apresentar sintomas.

Em caso do teste confirmar a infecção, o isolamento dura entre sete e dez dias. O serviço de telemedicina realiza o acompanhamento por uma semana, mas pode prorrogar esse período caso a pessoa ainda apresente sintomas.

O monitoramento pode ser solicitado tanto por quem fez o teste em uma unidade de saúde ou em casa, com os autotestes. “A gente sabe que a notificação sobre os casos de Covid são maiores, mas todos os que procuram vão conseguir a informação que precisam”, esclarece.

Serviço gratuito

O serviço de telemedicina da Sesau funciona todos os dias, inclusive feriados. O horário de atendimento é de domingo a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h às 19h. O telefone é 2020-2170.

Podem procurar o serviço pacientes com sintomas gripais para esclarecimento de dúvidas (como locais de testagem) e orientação médica. Aqueles que já possuem resultado de teste positivo, para caso necessário, também podem solicitar o monitoramento do médico durante todo período de isolamento.

“O serviço se mostrou essencial nesses últimos anos porque os pacientes poderem ser monitorados no isolamento, o que foi uma medida importante para frear o avanço da pandemia. Além disso também trouxe conforto aos pacientes acamados e isolados”, enumera a coordenadora.