A SAS (Secretaria de Assistência Social) da prefeitura de Campo Grande informa que irá manter um plantão neste final de semana para atender as famílias da comunidade Mandela que perderam suas casas no incêndio ocorrido na quinta-feira (16).

No Cras Estrela do Sul, haverá um ponto de apoio que ficará aberto das 7 às 17 horas para orientar as pessoas, receber doações e enviar a alimentação que for necessária ao local. As refeições estão sendo produzidas pela Prefeitura, parceiros e entidades.

Segundo a prefeitura, no local onde houve o incêndio, a SAS montou uma tenda para organizar a distribuição e recebimento de alimentos e água e realizar atendimento técnico. No local, foram montadas 14 tendas de apoio onde são distribuídos os colchões para as famílias que optaram em ficar no local. Também foi organizado um acolhimento na Escola Municipal Kamé Adania, localizada no conjunto Habitacional Nascente do Segredo, para quem quiser dormir no local.

Ainda segundo a prefeitura, a alimentação está concentrada nas tendas na comunidade. De acordo com a administração municipal, foi oferecido aos moradores, o Programa Locação Social, previsto pela Lei Municipal n. 6.592, de 06 de julho de 2021, voltado às famílias que ainda não foram sorteadas anteriormente em programas habitacionais.

Outra pasta, a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Urbanos) informa que instalou oito postes de sete metros de altura, 16 luminárias de Led 180 watts, 30 lâmpadas fluorescentes, 30 tomadas de 127 watts, 30 soquetes E27 e a retiradas de 260 metros de fios que estavam em curto. Também foi feito a limpeza do local para evitar acidentes com os moradores e colocou pedras nas vias para evitar que os resíduos do fogo sujassem as casas dos moradores.

Já a Funsat (Fundação Social do Trabalho) realizou, na manhã desta sexta-feira (17), inscrições de trabalhadores no Programa de Inclusão ao Mercado de Trabalho – Primt e, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), instalou um posto de saúde dentro da comunidade para atendimento das famílias.

Equipes da Agência Municipal de Habitação, Defesa Civil e GCM (Guarda Civil Metropolitana), Emha, Defesa Civil, Guarda Civil Metropolitana, entre outras secretarias, acompanham as famílias, diz a prefeitura.

“É importante manter a proximidade com a comunidade. Por isso vamos continuar a prestar esses serviços de atendimento e a todas as necessidades dessas famílias”, falou a prefeita Adriane Lopes.