Antes da audiência de conciliação entre os motoristas do transporte público e o Consórcio Guaicurus para encerrar greve, a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (Patriota), disse que novo valor da tarifa será definida em reunião e descartou valor proposto pela empresa, de R$ 8.

A chefe do Executivo disse à imprensa que na tarde desta quarta-feira (18) esteve em reunião com o governador Eduardo Riedel (PSDB), e assegurou a renovação do convênio com o Município para subsidiar o passe dos estudantes das escolas estaduais na Capital.

“Assim que nós assumimos a gestão, subsidiamos recursos do município, fomos em busca do Governo e recebemos recursos do Governo Federal para diminuir o impacto no valor da tarifa. Hoje estamos aqui novamente em discussão, estamos discutindo e buscando com o novo governador se ele vai manter o convênio do Estado. Acabamos de sair do gabinete e ele vai manter [o convênio]. Vamos continuar com o subsidio da rede estadual e municipal e buscar tratativas”, afirmou a prefeitura.

Em junho de 2022, Termo de Convênio nº 32.097 transferiu R$ 7,2 milhões (pouco mais de R$ 1 milhão por mês) em recursos do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para ajudar a arcar com a gratuidade do passe dos estudantes de Campo Grande. O termo foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado de 30 de junho.

Porém, Adriane explicou que ainda não há um valor definido para a renovação do convênio. “Não vamos aceitar esse valor que a empresa está direcionando de R$8 (…) Vamos buscar uma tarifa justa. Esse valor ainda está sendo discutido. Dependendo do valor repassado pelo Governo, será definido”, disse.