A Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) anunciou, nesta terça-feira (5), que será responsável pela construção de mais de 80 casas para moradores da favela do Mandela. O local foi atingido por um incêndio de grandes proporções em 16 de novembro que destruiu 150 barracos. 

A agência também deve ficar responsável pela licitação para contratar a empresa que fará a obra das casas.

Como anunciado anteriormente, a Emha (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários) já havia ficado responsável pela construção de 100 casas e a doação de terreno e materiais de construção para 33 famílias. 

O usado para a construção das casas e doação dos lotes são provenientes do Governo do Estado, Prefeitura de Campo Grande e emenda parlamentar da senadora Soraya Thronicke. 

Famílias lidam com calor, chuva e até cobras

Tendas do Exército foram disponibilizadas aos moradores que ficaram sem ter onde morar. O Midiamax mostrou o drama das famílias que vivem nas barracas há mais de três semanas.

Enquanto as novas casas não saem, os moradores precisam lidar com os problemas que esse tipo de moradia improvisada traz, principalmente, com as pancadas de dos últimos dias.

O marido da repositora Jéssica Tomiati, de 29 anos, encontrou uma jararaca embaixo de um móvel em uma varanda montada do lado de fora da tenda. “A chuva caiu, a varanda caiu junto. Ai meu marido foi arrumar, puxou o sofá e o bicho estava ali pronto para dar o bote”, conta ela ao Jornal Midiamax.

Na tenda, diversas crianças moram com Jéssica e a jararaca oferecia um risco enorme para todos. Por isso, a família comprou veneno para se proteger. Ela está na lista de pessoas que vão receber um terreno e um kit de materiais de construção.

Como doar?

Os interessados em doar podem entregar os mandamentos para a Cufa (Central Única das Favelas). Recentemente, o grupo fez um pedido de de água para os moradores do Mandela, mas todo tipo de mantimento é bem-vindo.

As doações podem ser entregues nos seguintes endereços: Rua Livino Godoi, 710, bairro São Conrado ou Rua Salamanca, 133, bairro Bonança. Mais informações: 67 9181-8142 ou nas redes sociais.

Saiba Mais