No dia 11 de novembro, mais uma cidade de comemora aniversário. Ivinhema, cidade localizada a 289 km de Campo Grande, no próximo sábado completa 60 anos de aniversário.

As comemorações festivas começaram na última terça-feira (7) com a realização do culto ecumênico na Igreja OBPC. Nesta quarta-feira (8), acontece a Santa Missa, às 19h, na Igreja Matriz Apóstolo.

Na quinta-feira (9), a população poderá conferir na Praça Central, a Feira da Lua com diversas ações culturais. Para sexta-feira (10), a animação fica com o show da dupla sertaneja João Bosco & Vinícius, DJ Ala 7 e DJ PH Freitas, às 23h na Praça de Eventos.

No sábado (11), dia do aniversário da cidade, o show será com cantor Loubet, DJ Ala 7 e DJ PH Freitas, às 23h na Praça de Eventos.

Comércio

A ACIIV (Associação Comercial e Industrial de ) em nota informou que o comércio estará fechado no sábado. Mas alguns comércios de ramos alimentícios podem funcionar normalmente.

E no dia 15 de novembro, feriado nacional da Proclamação da República, o comércio também estará fechado.

História

Ivinhema existe graças a visão, arrojo pioneiro, confiança e a fé de um paulista de nome Reynaldo Massi, que sempre acreditou na pujança deste Estado, adquirindo terras, grandes áreas de matas, para construir e implantar uma cidade, projetada dentro da mais avançada técnica de urbanização.

Com esse pensamento, em 25 de novembro de 1957 foi constituída uma empresa que teria sob sua responsabilidade a orientação, os estudos da região, planejamento das áreas adquiridas e sua racional utilização, bem como traçar um programa para a sua e a realização de um sonho.

Nascia a Sociedade de Melhoramentos e Colonização (SOMECO S/A), que durante dois anos forneceu dados, elementos e condições para que o grande urbanista brasileiro Francisco Prestes Maia pudesse projetar a sede do município de Ivinhema, para uma população de 10.000 habitantes, numa área de 400 alqueires, dividida em quatro zonas distintas (área central, comercial, residencial, operária e industrial) e distribuídas então em oito bairros (Piravevê, Guiray, Vitória, Água Azul, Triguenã, Itapoã, Centro e Industrial).

No dia 23 de agosto de 1961 pousou o primeiro avião trazendo administradores da empresa que iriam coordenar, intensificar e fiscalizar os trabalhos de derrubada. No dia 1 de setembro de 1961, é uma data histórica para Ivinhema, pois foi colocado fogo na área recém derrubada destinada à cidade.

Deste momento em diante era iniciada a demarcação de uma área de 7.788 alqueires paulista de mata bruta, onde, vez por outra, deparavam-se com cruzes de ferro fundido de bronze e vestígios de antigos acampamentos, contando a história dos primeiros colonizadores ou “ervateiros” fronteiriços e paraguaios que se dedicavam a exploração de erva-mate, por concessão do e a Companhia Mate Laranjeiras. Ainda em 1961 ocorre a chegada das primeiras turmas de trabalhadores braçais, iniciando-se a derrubada da mata virgem.

A golpes de machados, foices, enxadões e outras ferramentas manuais, foi aberta uma clareira em plena mata para servir de campo de pouso para pequenos aviões, único meio de transporte que se poderia utilizar para chegar à região. Os primeiros tratores chegaram após a abertura da estrada até a barranca do Rio Ivinhema, a altura do Porto Someco, onde está localizada a ponte que liga à .

As máquinas iniciaram a abertura de novas estradas rumo a Angélica, para o sul em direção à Naviraí, para leste em direção a Nova Andradina e para o oeste na direção de Dourados, num total de mais de 200 quilômetros. Enquanto isso, a Someco ia instalando a sua infraestrutura numa área anexa destinada à cidade, que denominou de “acampamento industrial”.

Ali foram construídos panificadora, posto de gasolina, farmácia, armazéns, hotel, serraria, oficina mecânica, marcenaria, um hospital e uma escola com quatro salas de aula e escolas rurais, remunerando todos os profissionais, médicos, enfermeiras e professores. Em 1962, novas glebas foram abertas: Cristalino, Itapoã, Vitória. Em 1963 é colocada à venda o setor urbano, bairro Piravevê destinado à cidade de Ivinhema, quando foi construída a primeira residência neste setor.

Em 28 de julho de 1963 foi celebrada a 1ª Missa Campal junto ao cruzeiro no marco zero da cidade, bênção da cidade e do cruzeiro pelo Padre Alderige Baggio. Observando o vertiginoso desenvolvimento da colonização, o governo estadual sancionou a Lei n.º 1.949 de 11 de novembro de 1963, criando o município de Ivinhema em área antes pertencente ao município de Dourados.