O hacker que tem atacado a (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura) derrubou desta vez o portal da empresa Conveniar, que presta serviços à instituição. A Fapec foi alvo de críticas e de ataques cibernéticos devido aos erros apontados em questões dos vestibulares da (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). 

O usuário identificado como Low Profile, que seria da “ Alta Hierarquia do Coletivo Internacional ”, comunicou que fez ataque à “infraestrutura” da empresa Conveniar e dos clientes. Segundo o comunicado, a empresa virou alvo por prestar serviço à Fapec. 

O mesmo hacker também já teria derrubado portais de prefeituras e câmaras legislativas de cidades de Mato Grosso do Sul como forma de chamar a atenção para o caso. 

“Ao fornecerem serviços para a FAPEC, nos sentimos profundamente insatisfeitos com a falta de providências adotadas para corrigir as irregularidades verificadas nos vestibulares da UFMS e UEMS. Por esse motivo, demos início a uma ofensiva cibernética direcionada à FAPEC e tudo o que esteja relacionado a ela”, diz o comunicado. 

Além disso, o hacker avisa que a retirada do site do ar seria o primeiro passo e pede que a empresa “tenha uma conversa franca com a Fapec a fim de evitar que nossa atenção cibernética seja direcionada à sua empresa e aos seus clientes”, diz. 

Outro ponto destacado pelo usuário é que a intenção não seria ameaçar ou extorquir e que o Anonymous é um grupo que age sem interesses pessoais ou financeiros. 

“Permanecemos atentos e acompanhando de perto como serão tratadas as questões que levantamos. Acreditamos no poder de diálogo e solução pacífica dos conflitos, e esperamos que vocês compreendam a seriedade e a legitimidade de nossas preocupações”, diz a nota. 

Em nota a Fapec declarou que não tem conhecimento do fato. “A Fapec responde somente pelas plataformas e domínios dela. Temos contratualização com a Plataforma Conveniar, cabendo aos responsáveis por ela garantir a segurança e continuidade dos serviços ofertados à fundação e não o contrário. Assim, não há medida alguma a ser tomada pela Fapec”.

Erros no vestibular

Alunos e professores de cursinhos pré-vestibular lançaram o movimento #ForaFapec devido a erros em questões do vestibular da UFMS e UEMS. As provas foram aplicadas pela banca organizadora Fapec em 26 de novembro (UEMS) e em 3 de dezembro (UFMS). 

Cerca de 70 professores e dezenas de vestibulandos protestam contra erros nas avaliações, desde erros de digitação a questões sem alternativas corretas, o que prejudicaria o desempenho dos candidatos.

O movimento coletivo composto por cerca de dez instituições de cursinhos pré-vestibular levantou nas redes sociais as hashtags #ForaFapec e #MudaFapec, pedindo mudanças na banca.