História: a ciência que estuda o ser humano e sua ação no tempo é conteúdo importante para elaboração das questões que compõem a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Em média, de 10 a 15 questões de ciências humanas têm como tema o conteúdo que analisa processos e eventos ocorridos no passado. Logo, com tanto conteúdo para compreender, é preciso se preparar bem e traçar estratégias para evitar erros.

Nesta terceira reportagem da série GABARITEI: Edição Enem 2023 – que traz ao longo das próximas semanas dicas para um melhor rendimento dos candidatos nesta reta final para o exame aplicado a partir de 5 de novembro em todo o país – o Jornal Midiamax buscou saber quais os temas prováveis e também dicas de como ter melhor rendimento.

Formado em história, Adriano Paiva é professor de cursinhos preparatórios há mais de 15 anos em Mato Grosso do Sul, atuando ainda em diferentes escolas da rede privada de ensino. Em ‘aulão’ exclusivo para o Gabaritei, o historiador detalhou os principais assuntos que podem cair no exame e deu importantes dicas para não fazer feio na hora da prova. Spoiler: segundo ele, interpretação é a palavra-chave para se sair bem no teste.

“A prova de história é de interpretação. Então, você deve ler com calma e pontuando os tópicos. Não tem pegadinhas, por exemplo. Nomes e datas no Enem sempre estarão certos, não é essa a preocupação. Você tem que se preocupar com o contexto histórico e se a referência histórica por trás daquele assunto tem sentido e se aplica”, detalha. 

Adriano observa ainda que analisar questões de outras matérias pode ajudar a contextualizar as respostas.

“A prova do Enem é muito integrada, às vezes, na prova de linguagem vou ter uma dica que vai me ajudar em história, a charge de sociologia me ajuda a repensar a questão de história e vice-versa. O próprio tema da redação que você vai trabalhar, de alguma maneira, pode tangenciar o que está em filosofia, sociologia, história, geografia, geopolítica e atualidades”, finaliza.

Entre os principais pontos abordados na aula estão: Idade Média, Reforma Protestante e Contrarreforma, O Absolutismo e o Mercantilismo, Totalitarismo, A Crise de 1929, Estados Unidos e América Latina no Século XIX, Revolução Industrial, Brasil Colônia, Segunda Colônia, Brasil República, Era Vargas, Idade média e Primeira e Segunda Guerra Mundial.  

Importante revisar

  • 200 anos da Doutrina Monroe – instituída em 1823, estabeleceu a não interferência europeia no continente americano.
  • Guerra do Yom Kippur no Oriente Médio – aconteceu em 1973 contra Israel e em retaliação à chamada guerra dos seis dias, onde Israel anexou boa parte dos territórios árabes muçulmanos.
  • Assembleia Constituinte de 1823 – no governo de Dom Pedro I, onde acontece o fechamento da Assembleia Constituinte. O evento ficou conhecido como noite da agonia e promoveu a outorga da constituição de 1824.
  • Pacto colonial – implementado entre Brasil e durante o período colonial.
  • Abertura dos portos brasileiros em 1808 – o período joanino. O momento de abertura da economia brasileira.
  • Guerra do – assunto recorrente das últimas edições do Enem, especialmente em referências ao voluntário da pátria e à imposição do escravizado africano em ir para a guerra em troca de liberdade.
  • A Grande Crise do de 1973 – uma retaliação dos países árabes à vitória de Israel na Guerra do Yom Kippur.
  • Guerra Fria – disputa entre potências nucleares mundiais (União Soviética e Estados Unidos) pós-2ª Guerra Mundial.
  • Direitos Humanos, liberdades individuais, direitos democráticos, Jusnaturalismo, contratualismo.
  • Indústria Cultural – a mercantilização da cultura e a utilização disso para vender ponto de vista ideológico, político e mercantil. 

GABARITEI: EDIÇÃO ENEM 2023

O Jornal Midiamax traz, na contagem regressiva para o Enem 2023, um guia de sobrevivência para que candidatos ao principal vestibular do país se deem bem nas matérias e temas prováveis de cair na prova. São 13 produções, assinadas pelos núcleos de Jornalismo do Cotidiano e de Jornalismo Multimídia da Central de Jornalismo do Midiamax, que vão orientar candidatos a terem o melhor rendimento nesta final. Confira toda a série clicando AQUI.