Contagem regressiva para o 2023. No dia 5 de novembro acontece a primeira prova do Enem (Ensino Nacional do ) e quem quer garantir uma vaga na universidade precisa aproveitar a reta final e se preparar. Pensando nisso, o Jornal Midiamax preparou um conteúdo exclusivo e muito completo para te ajudar.

A segunda edição do Gabaritei estreia nesta quinta-feira (5) e até o dia 3 de novembro trará 12 reportagens com tudo o que você precisa saber para gabaritar o Enem. O Gabaritei conta com conteúdo multimídia, em texto e vídeos (curtos e longos) para você estudar da forma como achar melhor.

Confira nosso cronograma de conteúdos e estude junto com o Gabaritei:

  • 9/10: Redação
  • 11/10: História e afins
  • 13/10: Geografia
  • 16/10: Inglês
  • 18/10: Espanhol
  • 20/10: Português
  • 23/10: Matemática
  • 25/10: Física
  • 27/10: Química
  • 30/10: Literatura
  • 1/11: Biologia
  • 3/11: O que fazer antes da prova

Mais de 47 mil alunos vão fazer o Enem em Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, 47.457 pessoas se inscreveram no Enem 2023, o que representa aumento de 8% em relação ao número de inscritos em 2022. Como acontece anualmente, as provas acontecem em duas etapas.

No dia 5 de novembro, os inscritos farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. Uma semana depois, no dia 12 de novembro, as provas são de ciências da natureza e matemática.

Importante destacar que os portões fecham ao meio-dia, com início das provas às 12h30. O horário é considerando o fuso de Mato Grosso do Sul, já que no horário de Brasília as provas começam às 13h30.

Nos dias de prova, documentos originais, caneta de tudo transparente e tinta de cor preta, não podem faltar. O Enem é considerado porta de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sisu (Sistema de Unificada). A nota do Enem também pode ser usada para bolsas do Prouni e Fies.

Mulheres e brancos são maioria entre inscritos de MS

Dos 44.527 inscritos no Enem 2022 em Mato Grosso do Sul, 63% eram mulheres (27.228 inscritos) e 36% homens (17.299 inscritos). E apenas 58% do total inscrito esteve presente nos dois dias de prova no ano passado.

Do total de inscritos em 2022, apenas 1.306 se declararam como indígenas e 3.159 como negros. Dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) mostram que dos mais de 44 mil inscritos, apenas quatro usaram nome social.

Segundo o Inep, considerando a escolaridade das mães de cada candidato, 30 mil estão entre não ter estudado e o Ensino Médio Completo, sendo que apenas 12,9 mil disseram que a mãe tem ensino superior e/ou pós-graduação.

Já em relação aos pais, dos mais de 44 mil inscritos, 4 mil disseram não saber e apenas 8,4 mil disseram que os pais possuem ensino superior e/ou pós-graduação.

Saiba Mais