A força dos ventos em Jardim, a 237 quilômetros de Campo Grande, destruiu os suportes das torres de transmissão, na tarde de segunda-feira (4), chegando a quase 100 km/h. Imagens compartilhadas pela concessionária Energisa mostram que o ferro entortou na queda. Outras quatro cidades também tiveram estragos causados pelo vendaval.

Em comunicado, a concessionária informou que equipes trabalharam até 0h58, quando o abastecimento nas cinco cidades afetadas foi restabelecido.

“Os reparos foram de alta complexidade e a dificuldade de acesso tornou a execução do serviço ainda mais desafiadora. O atendimento contou com suporte, inclusive, de maquinários pesados e guindaste para adequação das torres de transmissão, derrubadas pela força dos ”.

A severidade do temporal deixou Jardim, Nioaque, Guia Lopes, e o distrito de Vista Alegre, em Maracaju, sem luz por algumas horas.

Equipes trabalhando na madrugada (Energisa)

Ventos de 84 km/h

Segundo o (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), na segunda-feira foram observadas rajadas de vento de 84,9 km/h em Ivinhema. Em seguida, estão (82,8 km/h), Aral Moreira (77,4 km/h) e (75,6 km/h).

O alerta de chuvas intensas permanece até as 10h de quarta-feira (6) nas regiões afetadas. A previsão indica de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros ao dia, acompanhada de ventos de até 60 km/h.