Instituições de ensino superior públicas de tiveram o calendário acadêmico alterado devido ao atraso na divulgação do resultado do Sisu (Sistema de Unificada) deste ano. 

Entre as quatro instituições do Estado que utilizam a nota do Sisu para ingresso de novos acadêmicos, metade afirma que o calendário de aulas foi modificado para atender o cronograma do sistema de seleção. 

O Sisu é um sistema de seleção que utiliza a nota da última edição do (Exame Nacional do Ensino Médio) como forma de ingresso em cursos de graduação em instituições de ensino públicas em todo país.

Além de Mato Grosso do Sul, universidades federais de pelo menos outros quatros estados também alteraram o calendário acadêmico e início das aulas. O resultado da primeira chamada do Sisu deste ano foi divulgado em 28 de fevereiro, enquanto em 2022 a lista saiu em 22 de fevereiro. 

Depois que são divulgados os nomes dos aprovados na chamada regular, é aberto um período para matrículas dos novos calouros. 

Em Mato Grosso do Sul, o IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) adiaram ou até transferiram de semestre o início das aulas para os novos estudantes. 

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e a UFGD (Universidade Federal da Grande ) não adiaram o calendário acadêmico. 

No caso da UFMS, as aulas tiveram início na última segunda-feira (6), mesmo com o período de matrícula da primeira chamada encerrando-se nesta terça-feira (7).

O calendário acadêmico do primeiro semestre termina em 1º de julho. Nesta edição, a UFMS oferece 2.098 vagas em 150 cursos.

Já na UFGD, de acordo com o Anexo da Resolução CEPEC nº 565, de 16 de fevereiro de 2023, o fim do segundo semestre de 2022 está marcado para 29 de abril e o primeiro semestre de 2023 está previsto para ocorrer entre 15 de maio e 9 de setembro.

Em março de 2020, a UFGD suspendeu as aulas diante do início da pandemia de Covid-19, o que atrasou o calendário acadêmico. 

Universidades adiam início das aulas

Entre as duas instituições de ensino que alteraram o calendário acadêmico devido ao Sisu, o IFMS foi o que adiou por mais tempo o início das aulas. 

Em nota, o instituto afirmou que devido a incompatibilidades com os cronogramas, as aulas dos cursos de graduação via Sisu terão início no segundo semestre, em 24 de julho, e término em 20 de dezembro.

O IFMS oferta 40 vagas no curso de Agronomia, no Campus , e 40 vagas em Engenharia de Controle e Automação em . A convocação em primeira chamada já foi realizada, e o prazo de matrículas segue aberto até 8 de março. A segunda chamada, se necessária, será publicada no próximo dia 10.

Já na UEMS, as matrículas dos selecionados via Sisu acontecem até a próxima quarta-feira (8), com as aulas iniciando no dia seguinte para os calouros. Já os veteranos voltaram para as salas de aula em 23 de fevereiro. 

De acordo com a universidade, o descompasso entre o começo das aulas de novos e antigos estudantes está ligado à data de divulgação do Sisu. 

Saiba Mais