registrou temperatura máxima de 37,6°C às 14h desta sexta-feira (22), e atingiu um novo recorde. No dia mais quente do ano, até agora, às 9h os campo-grandenses já sentiam calor acima dos 34°C, mas no meio da tarde pancadas de chuvas isoladas aliviaram o calorão.

A chuva ocorreu de maneira isolada, atingindo apenas alguns bairros de Campo Grande. Leitores do Jornal Midiamax relataram que no bairro Coophavila II a chuva foi intensa e durou em torno de uma hora. No bairro Taveirópolis também consideravelmente e há relatos ainda no Parati, Maria Aparecida Pedrossian, Tiradentes e Pioneiros.

Pancadas de chuva em dias de calor intenso são comuns. A meteorologista Valesca Fernandes, do Cemtec/MS, explica que a precipitação acontece em decorrência do aquecimento que forma pancadas de chuva isoladas.

Cenário parecido aconteceu na quarta-feira (20), quando Campo Grande registrou temperatura máxima de 36°C, o recorde do ano até então. Mas a tarde, a chuva aliviou o calorão e derrubou as máximas em mais de 10°C, o que garantiu uma noite mais fresca.

Diferente de anteontem, nesta sexta-feira a temperatura caiu apenas três graus após as chuvas. Os dados são de estações meteorológicas do (Instituto Nacional de Meteorologia).

Dia mais quente de 2023, até agora

Esta sexta-feira (22) é o oficialmente o dia mais quente de 2023, até agora. Sete municípios registram temperatura máxima acima dos 40°C e com recorde de calor neste ano, segundo dados do Cemtec/MS.

Conforme dados do Cemtec/MS, o calor registrado nesta sexta-feira (22) foi recorde em todas as cidades de para o ano, com exceção para Pedro Gomes, que no dia 17 de setembro registrou 40,7°C.

Calor deve piorar no fim de semana

A onda de calor formada por um bloqueio atmosférico aliado ao fenômeno El Niño deve ganhar ainda mais força no fim de semana. De acordo com o Cemtec/MS, a previsão aponta para temperaturas máximas entre 40°C e 43°C

Para piorar a situação, aliado a previsão de calor intenso é esperado temperatura do ar em níveis muito baixos, em torno de entre 10% e 20%. A onda de calor deve perder força só na segunda-feira (25), mas não há previsão de novas frentes frias.

A primavera começa oficialmente no sábado, 23 de setembro. De acordo com o Cemtec/MS, entre os dias 21 de setembro e 07 de outubro de 202 são previstos acumulados de chuvas de até 100 mm, com os maiores acumulados previstos para as regiões leste, sudeste e nordeste do estado de Mato Grosso do Sul.