A família de Lucas Venâncio, de 21 anos, que morreu na Santa Casa após 1 mês internado, fará uma passeata pedindo por Justiça, no mesmo local do acidente, em Campo Grande.

Lucas ficou 1 mês internado após um acidente no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel com a Afonso Pena. Com a colisão entre um carro e a moto pilotada por Lucas, o jovem quase caiu no córrego do trecho.

Conforme relatado por testemunhas, ambos os envolvidos seguiam na Afonso Pena, sentido Centro — o motorista do carro na faixa da esquerda e o motoentregador à direita.

Ainda segundo as testemunhas, o carro virou para entrar na Ernesto Geisel e acabou colidindo com a moto. O entregador parou no guard rail e o veículo bateu na parte mais elevada da calçada, já na ponte do Rio Anhanduí.

A passeata organizada pela família está marcada para às 9h, no mesmo local do acidente. Lucas era quem levava o sustento de todos, após a mãe ficar doente.

O motorista do veículo, uma Tracker, foi levado para delegacia. O homem realizou o teste do bafômetro, que acusou embriaguez por 0,13 mg/, configurado como pena administrativa e infração de trânsito gravíssima.

Ele também estaria sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A família pede pela reversão de pena de motorista.