Taxa de internação por Covid sobe 343% em MS

O índice de aumento é em relação ao primeiro boletim do ano
| 19/01/2022
- 17:37
A taxa de ocupação de leitos SUS UTI em Campo Grande é de 60%
A taxa de ocupação de leitos SUS UTI em Campo Grande é de 60% - Reprodução/Governo do Estado

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou um novo boletim epidemiológico com novas 1.709 infecções por em Mato Grosso do Sul. Ao todo, são 12.771 casos ativos no Estado — deste total, 204 são pacientes internados, sendo 144 pacientes em clínicos e 60 em leitos de UTI. Em relação ao primeiro boletim epidemiológico do ano, que contabilizava 46 internações, o índice teve alta de 343%.

A taxa de ocupação de leitos SUS UTI por macrorregião está em 82% em Corumbá, 67% em Dourados, 60% em Campo Grande e 55% em Três Lagoas.

A média móvel aponta 1.131 casos confirmados por dia na última semana, sendo registrados em sua maioria nos municípios do interior do Estado: Aparecida do Taboado (182), Corumbá (140), Dourados (116), Maracaju (115) e (94). 

taxa de positividade

Acerca do aumento da taxa de ocupação de leitos em MS, o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, esclarece que o número de internações está crescendo devido ao aumento do índice de contágios.

“Mato Grosso do Sul tem 91,7% da nossa população acima de 18 anos completamente vacinada, isso faz toda diferença para que a gente não tenha nesse novo momento dessa onda da Ômicron, uma ocupação de uma maneira tão agressiva nos nossos leitos hospitalares, mas que está crescendo dada a dimensão desse contágio que está existindo. Estamos atentos a esse movimento. E é importante que o aumento de testagem que estamos fazendo dê tranquilidade à população até para que ela tenha esse autocuidado. Essa consciência e a responsabilidade”, afirma Riedel. 

 

Veja também

Durante apresentação, mulher acabou pendurada no equipamento em frente à plateia incrédula

Últimas notícias