Prestes a retornar à escola, pais e estudantes dizem que vacina os deixam mais seguros para o convívio

Dose contra Covid é que os deixam mais seguros para o início do ano letivo e convívio com os colegas
| 16/01/2022
- 14:22
Vacinação infantil neste domingo (16)
Vacinação infantil neste domingo (16), na Seleta, em Campo Grande - Graziela Rezende/Midiamax

Matrícula, material escolar, uniforme e…vacina no braço! Para muitos pais e até mesmo os estudantes, é a dose contra a Covid que vai deixá-los mais seguros para o convívio com os colegas neste ano letivo. Com o início da vacinação infantil, muitos acordaram cedo neste domingo (16) para garantir a imunização. 

“Eu trouxe ele para tomar e evitar qualquer complicação. Eu e meu esposo já tivemos Covid e ficamos internados em 2021. No caso do meu filho, a intenção é que ele volte às aulas com mais segurança e acredito que isso só será possível e, de forma mais rápida, com a vacina. Estamos tendo mais casos e menos internações graves e a vacina tem eficácia neste sentido”, afirmou ao Midiamax a fonoaudióloga Lucélia dos Reis Rezende, de 43 anos. 

O filho dela, de 11 anos, disse que ficou feliz em se vacinar e tomou a dose, principalmente, para proteger não só ele, mas a família. “Espero que tudo volte ao normal logo”, disse. Também imunizado, o estudante Lucas de Oliveira Silveira disse que, com a vacina, está mais seguro para voltar às aulas. “Estou ansioso para voltar à escola. Quero que tudo fique bem logo e por isso tomei a vacina”, comentou. 

A mãe dele, a bióloga Gislaine Greice de Oliveira, de 31 anos, disse que, na casa dela, o filho era o único que ainda não tinha se vacinado e todos aguardavam, ansiosamente, este momento. 

“Nós, lá em casa, estávamos muito ansiosos por essa vacina. E o meu filho era o único que não tinha se vacinado, então, era a nossa maior preocupação neste início de ano, principalmente com a volta às aulas dele. No ano anterior, lá em casa, todos nós fomos infectados pela Covid, só que ninguém teve reação forte e eu acredito que é por conta da vacina”, argumentou Oliveira. 

O coordenador de salão, Théo Carlos, de 40 anos, também levou o filho, Lucas Gomes, para tomar a vacina nesta manhã (16). “É uma segurança a mais na saúde dele, principalmente nesta volta às aulas, em que terá o convívio com os amigos. Eu conversei com a minha esposa em casa, sobre esta questão da vacina e aí decidimos trazê-lo, principalmente por conta desse contato na escola”, finalizou. 

whatsapp image 2022 01 16 at 10.31.56
Pais e filhos durante vacinação em Campo Grande. Foto: Graziela Rezende/Midiamax

 

Vacinação neste domingo (16)

Em Campo Grande, a vacinação contra Covid-19 está sendo aplicada durante todo dia, para crianças de 5 a 11 anos de grupos prioritários, como os quilombolas e crianças com comorbidades e deficiência permanente. 

Crianças não pertencentes aos grupos prioritários abaixo dos 12 anos também podem se vacinar, mas apenas as que possuem 11 anos de idade.

No local, a orientação é que eles permaneçam ao menos 20 minutos, aguardando qualquer possível reação. Para isso, um médico fica no local para atendimentos das crianças, caso seja necessário.

Imunização para crianças acima de 12 e adultos

Já imunização contra a para crianças e adultos acima dos 12 anos segue normalmente em unidades de saúde e pontos de apoio, em Campo Grande, nesta domingo (16). Além da aplicação da primeira dose para adolescentes a partir de 12 anos, doses de reforço estão disponíveis em qualquer unidade.

Veja também

Apesar do reajuste de 19% no preço do GNV (Gás Natural Veicular) no começo de...

Últimas notícias