Negociação salarial da Reme domina debate na Câmara de Dourados

Com plenário lotado de professores, parlamentares aprovam 15 dos 17 projetos em discussão
| 12/04/2022
- 08:33
Negociação salarial da Reme domina debate na Câmara de Dourados
Vereadores de Dourados, dyurante discussão de projetos (Foto: Marcos Morandi)

Durante a realização dos trabalhos da 10ª Sessão Ordinária, a Câmara de Dourados, que estava com a plenária cheia, conseguiu aprovar 15 propostas das 17 que constavam na pauta. Entretanto, a paralisação dos professores monopolizou os debates.

Mais uma vez os professores estiveram mobilizados no local para cobrar a intermediação do Legislativo nas negociações salariais junto ao Executivo. Após 23 dias de greve, eles tiveram que retornar ao trabalho sem nenhum índice acordado.

Diante da presença massiva dos educadores, alguns parlamentares ocuparam a tribuna para defender a categoria. Entre os parlamentares da oposição, Lia Nogueira (PP) e Elias Ishy (PT) foram os que mais criticaram os encaminhamentos adotados pelo Executivo em relação às negociações salariais.

A respeito da cobrança dos professores e diante das disparadas na tribuna, a Prefeitura de Dourados reafirmou à reportagem do Midiamax que em nenhum momento se omitiu das negociações e fez várias reuniões com os professores.

Ainda segundo a administração municipal, várias reivindicações da categoria foram atendidas na mesa de negociação. Entre elas, “a de chegar ao piso nacional de 40 horas semanais durante o ano, empregando índice de 18% num único ano”.

Além disso, o Executivo afirma ter assumido o compromisso de criar um Fórum Permanente de Negociação e propôs criar, até maio deste ano, um projeto de lei para construir o piso de 20 horas, que era a principal reivindicação na mesa de negociações.

Entre os projetos que estavam em pauta em primeira discussão e votação, os parlamentares aprovaram o projeto de Emenda à Lei Orgânica n° 002/2022, que altera o inciso 3º do Art. 18 da Lei Orgânica de Dourados.

Já em relação às propostas de segunda discussão e votação e que agora seguem para sanção do prefeito Alan Guedes, foram aprovados três projetos de Lei. Um dele, de autoria do vereador Mauricio Lemes (PSB), institui a Permanente de Orientação, Prevenção e Conscientização do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) e Síndrome do Pânico.

Veja também

A taxa de desemprego no Brasil chegou a 9,4% em abril deste ano, o menor...

Últimas notícias