Três rodovias de MS serão concedidas à iniciativa privada e receberão 6 pontos de pedágio

Governo quer acelerar leilão e depende apenas de uma data disponível na B3 (Bolsa de Valores)
| 18/05/2022
- 18:32
Governo do Estado
Governo do Estado vai passar a MS-112 para a iniciativa provada. Foto: Ascom Governo

O governo de Mato Grosso do Sul vai realizar – até o final deste ano – o leilão para concessão da MS-112 e de trechos da e BR-436. A data específica ainda não foi definida porque vai depender do calendário da atividades da B3 (Brasil, Bolsa e Balcão), a antiga Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), que é quem vai organizar a concessão em conjunto com o Escritório de Parcerias Estratégicas, da Segov (Secretaria de Estado de Governo).

Na audiência pública virtual realizada nesta quarta-feira (18), a tônica das discussões foi o processo de colher sugestões para a concessão das rodovias durante 30 anos. O governo do Estado deverá receber – das empresas vencedoras da licitação – investimentos nas ordem de R$ 3,1 bilhões nos três trechos que serão privatizados em parâmetros semelhantes ao que foi feito nas rodovias do Estado de São Paulo.

De acordo com o Escritório da Parcerias Estratégicas ligado à Segov, os principais municípios beneficiados serão Três Lagoas, Selvíria, Inocência, Aparecida do Taboado, Paranaíba e Cassilândia. Esses municípios concentram atividades econômicas ligadas à silvicultura, indústria de celulose, frigoríficos, agropecuária e usinas de açúcar. Ao todo, uma população de cerca de 230 mil habitantes será beneficiada.

Os três trechos de concessão de estradas vão gerar um total de 2,5 mil empregos diretos e indiretos. Serão implantados seis pontos de pedágios nos trechos que entrarão para a concessão. O objetivo do governo do Estado é agilizar a concessão para este ano, embora uma data específica ainda não esteja definida.

Governo do Estado detalha trechos para a concessão

Ao todo, são 413,9 quilômetros de extensão (incluído os 3,7 km da ponte rodoferroviária). A MS-112 vai do entroncamento com a BR-158, em Três Lagoas, até o entroncamento com a mesma rodovia federal, em Cassilândia, em uma extensão de 200,9 km. Já o trecho da BR-158 em concessão segue da Rodovia MS-306 (Cassilândia) até o entroncamento com a rodovia MS-444 (Selvíria), totalizando 194,9 km. E o da BR-436, do entroncamento com a rodovia BR-158, em Aparecida do Taboado, até o da ponte rodoferroviária, em uma extensão de 18,10 km.    

Veja também

As vagas podem ser preenchidas de forma online ou presencial

Últimas notícias