“Geralmente pago R$ 26, hoje está R$ 70”, dizem passageiros sobre carros de aplicativos em dia de greve

Trabalhadores do transporte coletivo estão em greve, nesta terça-feira (21), por falta de pagamento
| 21/06/2022
- 08:56
carro de aplicativo motoristas
Aplicativos avisavam: Tarifas acima do normal. (Foto: Fala Povo/Jornal Midiamax)

Buscando meios para chegar ao trabalho ou à escola, moradores de Campo Grande que dependem do transporte coletivo se assustaram com o triplo da cobrança feita pelos carros de aplicativo, nesta terça-feira (21), devido à greve dos motoristas do transporte coletivo, do Consórcio Guaicurus.

O gasto extra causou revolta de passageiros, principalmente, dos moradores de bairros distantes da região central. É o caso do leitora Victoria Guimaraes, que foi pega de surpresa e tinha como alternativa os aplicativos. Do bairro Los Angeles até a Avenida Afonso Pena, cerca de 19 km de distância, o valor da corrida chegou a R$ 72.

“Não custava eles nos informar antes, somos usuários pagantes, até onde eu sei nada está sendo de graça. Pior que o pessoal do consórcio é os aplicativos de viagens (Uber, 99, InDrive). É um absurdo o que estão fazendo, pois uma corrida que custa R$ 22 para mim estava saindo por R$ 72. Não deveriam usar de um momento desse para ‘roubar’ a população”, reclama.

Também com o valor nas alturas, Lilian Nathali, disse que da casa até o trabalho costuma pagar de R$ 22 a R$ 26 nos aplicativos de corrida. “Hoje está pedindo R$ 70. É muita sacanagem esses aplicativos. Queremos e precisamos trabalhar, assim eles não nos ajudam e eles saíram perdendo também para quem recebe menos de R$ 40 por dia com o salário mínimo não compensa, acaba ficando em casa”.

Tania Marina Fincher precisava de um carro do Jardim Itamaracá até o Centro da Capital, uma distância de 8,7 km, cuja corrida chegou a R$ 81. O aviso do aplicativo ponderava: “Tarifas mais altas que o padrão”.

Alessandra Lino seguia de uma distância maior, de 14,3 km, da Rua Divina de Castro até a Dr. Arthur Jorge. Para pagar no dinheiro a corrida do UberX foi custeada em R$ 44,93 e Comfort R$ 49,37.

Preço de carros de aplicativos dispara

Por volta das 6 horas, uma corrida do bairro Tiradentes ao Jardim dos Estados, que costuma ficar em torno de R$ 13, estava em R$ 24, quase o dobro. Do bairro Coronel Antonino para o mesmo destino, o valor era de quase R$ 33. Uma usuária também relatou que o preço da corrida para o Centro chegou a R$ 50 no aplicativo.

Além do preço, com a escassez dos motoristas de aplicativo, quem tentou acionar logo cedo o serviço também teve que esperar para conseguir um motorista de aplicativo.

Greve dos motoristas

Os terminais de ônibus de Campo Grande amanheceram fechados surpreendendo vários usuários do transporte coletivo, que esperavam pelos ônibus, na manhã desta terça-feira (21). Segundo os motoristas não há previsão de volta.

Há seis dias foi encaminhado um ofício do à Prefeitura afirmando que a situação era ‘crítica’ nos ônibus. No ofício diz: “Considerando a obrigação da concessionária em comunicar o poder concedente sobre fatos relevantes que impactam o serviço de transporte coletivo, reiteramos o já externado anteriormente por ofícios e pessoalmente, e ambos até agora sem resposta”.

Veja também

Com a entrega de hoje, 220 das 328 famílias da Cidade Deus já saíram dos barracos e estão morando em casas de alvenaria

Últimas notícias