O governador de estado de São Paulo, João Doria (PSDB), desobrigou o uso das máscaras de proteção em locais fechados e caminha para a mesma situação nas próximas semanas, caso os indicadores da continuam apresentando número menores. 

Conforme o secretário da (Secretária Municipal de Saúde), José Mauro Filho, em uma avaliação atual, os indicadores do coronavírus na Capital estão promissores. “São animadores esses resultados que a gente está observando. Acredito que isso, numa próxima reunião do comitê, a gente pode tomar esse encaminhamento em Campo Grande também”, disse ele ao Jornal Midiamax

Em São Paulo, segundo o Portal UOL, o uso de máscaras seguirá obrigatório em locais destinados à prestação de serviços de saúde e no transporte público, mas torna-se opcional para os outros ambientes, como escolas e no comércio.

O Governo de MS já retirou a obrigatoriedade do EPI (Equipamento de Proteção Individual), mas deixou a responsibilidade de liberar para as administrações municipais. Campo Grande decidiu, por enquanto, pela liberação somente em locais abertos. A nova reunião, segundo o secretário, deve acontecer dentro de um período de 15 dias, mas sem data definida