Carlos Augusto Melke assume presidência do Hospital São Julião em Campo Grande

| 23/07/2022
- 10:30
Carlos Augusto Melke assume presidência do Hospital São Julião em Campo Grande
Foto: Divulgação

Na última quinta-feira (21), o Senhor Carlos Augusto Melke tomou posse como presidente da Associação de Auxílio e Recuperação dos Hansenianos, o .

O Hospital São Julião é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, mantido pela Associação de Auxílio e Recuperação Dos Hansenianos – AARH, que tem por objetivo trazer saúde e assistência médica à população Sul-mato-grossense, através do Sistema Único de Saúde – SUS.

O Sr. Carlos Melke passa agora a ocupar o cargo do Sr. Geraldo Maiolino, o qual esteve à frente do Hospital São Julião por 14 meses e, com muita gratidão, traz em discurso que durante a sua gestão, o grande legado que deixou foi a reorganização do hospital na parte administrativa e assistencial. Hoje o hospital está preparado para os desafios daqui para frente.

Ressalta: “Fiz apenas uma parte e ainda tem muita coisa a ser realizada, mas penso que dei o pontapé inicial”.

Para o presidente eleito, Sr. Carlos Melke, a história construída nesses 81 anos deverá ser respeitada e utilizada como peça fundamental para os direcionamentos do futuro do Hospital São Julião e, com isso, traz em sua diretoria disposição de empreender, com a solidária e lúcida participação de todos, com inciativas que agreguem o nosso valioso patrimônio humano em favor da modernização dos processos de  governança, da valorização das pessoas e da potencialização de nossas
estruturas.

E, em discurso, reafirma: “reafirmo o solene compromisso de plena dedicação e total empenho para em honra da magnífica história escrita até aqui edificarmos juntos um e prodigioso capítulo desta Instituição que, erigida com o sacrifício e o desprendimento de tantos, muitos aqui presentes, hoje nos impõe o desafio de prepará-la para o futuro”.

hospital sao juliao - Carlos Augusto Melke assume presidência do Hospital São Julião em Campo Grande
Foto: Divulgação

*Com assessoria

Veja também

Pessoas de diferentes cidades aguardavam atendimento e ficaram revoltadas

Últimas notícias