Apesar de acidentes, 2022 apresenta queda de 26,9% em aplicação de multas por direção sem CNH

Redução é referente ao número de multas aplicadas pelo Detran-MS em 2021
| 28/03/2022
- 14:30
Apesar de acidentes, 2022 apresenta queda de 26,9% em aplicação de multas por direção sem CNH
Leonardo de França/Midiamax

Dirigir sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é infração grave, pode render multas e até mesmo retenção do veículo, conforme o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Dados do (Departamento de de Mato Grosso do Sul) revelam que o início de 2022 teve queda de 26,9% no registro desse tipo de infração na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados revelam que as multas aplicadas somente neste primeiro trimestre de 2022 chegam a 2.265, sendo que no mesmo período de 2021 foram 3.099.

O mês com maior registro de multas em 2022 foi fevereiro, com 1.180 multas, em seguida, janeiro obteve 858 emissões de penalidade e, por fim, março, com 227 registros.

Em relação aos dados do ano passado, o índice de multas registradas por motoristas dirigindo sem documento no primeiro trimestre de 2021 foi o maior nos últimos três anos, com 3.099. Já 2020, teve 2.720 registros de penalidades.

O maior número total de multas aplicadas também foi registrado em 2021, com 13.902, sendo o maior índice calculado no mês de setembro, com 1.471 aplicações. Em relação a 2020, o índice geral de multas ficou em 11.758, e com o maior registro de penalidades realizado em dezembro, com 1.457.

Ocorrências

Nos últimos dias, Campo Grande registrou dois acidentes envolvendo condutores sem carteira de habilitação. Uma das ocorrências por condução de veículos sem CNH ocorreu no dia 30 de janeiro de 2022, quando o motorista chegou a dirigir até pela contramão e tentou fugir das equipes do Detran-MS.

No dia 20 de fevereiro, um acidente com morte causado por um motorista alcoolizado e sem o documento de habilitação, ocorreu na BR-262, entre Terenos e Campo Grande. A vítima foi um idoso de 61 anos.

Outro caso registrado foi um acidente ocasionado por uma motorista sem habilitação que terminou em morte, no dia 14 de março deste ano.

Veja também

O alerta de chuvas e chegada da frente estima ações de cuidado com idosos, moradores de rua e crianças

Últimas notícias