Cotidiano

Tradicional ponto de folia, Esplanada Ferroviária amanhece interditada em sábado de Carnaval

Um dos pontos mais tradicionais de folia de Carnaval em Campo Grande amanheceu interditado na manhã deste sábado (13). O local, que chegou a reunir 50 mil pessoas em folia nos anos anteriores, foi fechado para evitar aglomerações clandestinas que possa contribuir na propagação da Covid-19. No Carnaval de 2020, celebrado também no mês de […]

Mariane Chianezi Publicado em 13/02/2021, às 08h50 - Atualizado às 14h29

Foto: Marcos Ermínio/Midiamax
Foto: Marcos Ermínio/Midiamax - Foto: Marcos Ermínio/Midiamax

Um dos pontos mais tradicionais de folia de Carnaval em Campo Grande amanheceu interditado na manhã deste sábado (13). O local, que chegou a reunir 50 mil pessoas em folia nos anos anteriores, foi fechado para evitar aglomerações clandestinas que possa contribuir na propagação da Covid-19.

No Carnaval de 2020, celebrado também no mês de fevereiro, a Esplanada Ferroviária reuniu mais de 118 mil pessoas em quatro dias de festa. Neste ano, os moradores não estão permitidos aglomerarem e, para aqueles que quiserem tomar bebida alcóolica, as conveniências estão permitidas a apenas venderem para que o cliente consuma em casa.

Nesta semana, a Prefeitura Municipal informou que havia preparado esquema de segurança para evitar aglomerações durante o período do carnaval. Para garantir o cumprimento das medidas de biossegurança contra o coronavírus, além da interdição da Esplanada Ferroviária, o Mirante do Aeroporto e Altos da Afonso Pena também teriam pontos bloqueados.

Conforme disse secretário de segurança do município, Valério Azambuja, na ocasião, foram identificados seis locais da cidade que costumam registrar aglomeração. “Foram elencados previamente como já tem ocorrido em anos anteriores de aglomerações na Esplanada Ferroviária com até 50 mil pessoas, por exemplo. Tem o Mirante do Aeroporto, Altos da Afonso Pena, Lagoa Itatiaia, Praça do Papa e Praça Aquidauana”, informou.

O plano de segurança elaborado pela prefeitura prevê, ainda, a atuação de 46 GCMs (Guardas Civis Municipais), agentes de trânsito, fiscais da Vigilância Sanitária e até o uso de drones.

O secretário explicou que a fiscalização terá “força total” no fim de semana. “As equipes estarão de sexta à noite até a madrugada de segunda-feira, com uso de drones. Na segunda e terça-feira, à noite, estarão no Mirante do Aeroporto, nos Altos da Afonso Pena e Esplanada Ferroviária, terá fiscalização e haverá contenção de aglomeração de pessoas”, pontuou.

Jornal Midiamax