Cotidiano

Tempestade que deixou Ponta Porã no escurou afetou seis torres de transmissão no sábado

Apenas o lado brasileiro da fronteira ficou sem energia

Guilherme Cavalcante Publicado em 24/10/2021, às 07h43

None
Foto: Reprodução

A Energisa informou na madrugada deste domingo (24) que a tempestade que assolou Mato Grosso do Sul desde o sábado afetou o funcionamento de pelo menos seis torres de transmissão em trecho localizado entre Dourados e que atende Ponta Porã, na região da fronteira com o Paraguai.

Com isso, o fornecimento de energia na região está prejudicado. A situação foi reportada ao Jornal Midiamaxna noite do sábado (24), quando apenas o lado brasileiro na fronteira - correspondente a Ponta Porã, ficou sem energia. O lado referente a Pedro Juan Caballero, cujo fornecimento de energia é feito por outra companhia, não sofreu interrupção.

A nota da energisa aponta que as seis torres afetadas por fortes rajadas de vento integram linha de transmissão que sai de Dourados e que atende Ponta Porã e a região da fazenda Itamarati. Não foi informado prazo para restabelecimento de energia. Confira a nota na íntegra:

"A Energisa esclarece que seis torres de transmissão foram atingidas pelo forte temporal que chegou a região sul de Mato Grosso do Sul na noite do último sábado (23/10). A concessionária explica ainda, que a linha de transmissão - localizada em território brasileiro - que sai do município de Dourados e que atende Ponta Porã e a região da Fazenda Itamarati, foi atingida por fortes rajadas de ventos".

Rastro de destruição

A previsão de temporal se concretizou e choveu muito em Campo Grande durante a madrugada deste domingo (24). De acordo com o meteorologista Natálio Abrão entre meia-noite e seis horas da manhã, foram registrados 61,4 milímetros com ventos de até 65 quilômetros por hora. O tempo deve continuar chuvoso neste domingo. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a previsão para hoje é de muitas nuvens com pancadas de chuva por vezes fortes e trovoadas. Além disso, está mantido alerta de risco de tempestade para todo Mato Grosso do Sul

A tempetade deixou rastro de destruição em diversas regiões de Mato Grosso do Sul. Em Dourados, a cobertura do Hotel e Churrascaria Querência, no trevo do Bandeira, foi arrancada pelas fortes rajadas de vento. As placas do telhado foram arremessadas para longe e uma porta de vidro foi destruída. O local é utilizado como parada de ônibus que passam pela cidade.

Jornal Midiamax