Cotidiano

Ser molhada por carro, cair de moto: moradora relata transtornos com poça em frente de casa

Morar em rua sem asfalto já é um transtorno. Mas quando uma poça enorme de água se forma bem na frente da sua casa toda vez que chove, o problema fica pior ainda. É o que acontece na Rua Frank Sinatra, no Estrela Park, região do Bairro Tiradentes, em Campo Grande. Assim, Taitisa Besta da […]

Gabriel Maymone Publicado em 22/01/2021, às 10h06

Moradora relata transtornos com poça de água em frente de casa. (Foto: Fala povo, Midiamax)
Moradora relata transtornos com poça de água em frente de casa. (Foto: Fala povo, Midiamax) - Moradora relata transtornos com poça de água em frente de casa. (Foto: Fala povo, Midiamax)

Morar em rua sem asfalto já é um transtorno. Mas quando uma poça enorme de água se forma bem na frente da sua casa toda vez que chove, o problema fica pior ainda. É o que acontece na Rua Frank Sinatra, no Estrela Park, região do Bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Assim, Taitisa Besta da Silva, gerente de um restaurante fast-food, relatou passar por diversas situações constrangedoras. “Quando estou abrindo o portão para ir trabalhar e está passando carro, joga água na gente e molha tudo. Já caí com a moto ao deslizar no barro. Quando chove muito, a poça enche e entra para dentro da minha calçada”, lembra.

Então, a moradora conta que faz tempo que não passa uma patrola na via. “O transtorno está sendo grande. Estou muito incomodada com isso. É só chover que empoça na frente de casa. As pessoas comentam que posso até abrir um pesqueiro ali”, lamenta, completando que a poça leva cerca de dois dias para secar, se não chover.

Conforme a prefeitura, a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) “aguarda um período de pelo menos 48 horas de estiagem para retomar os serviços de manutenção”, disse em nota.

Outro caso

Situação semelhante foi noticiada na quinta-feira (21) pelo Jornal Midiamax, na Rua Luiz de Vasconcelos, no Jardim Los Angeles, onde o comerciante Júlio César dos Santos Gonçalves resolveu fazer um protesto diferente para chamar a atenção. “Dá quase pra abrir um pesqueiro aqui“, reclamou. Então, o comerciante disse que a situação está afastando os clientes da sua loja e cobra providências. “Quero que arrumem a rua. Estou perdendo clientes por conta do abandono por parte dos responsáveis”, declarou.

Campo Grande

Em nota, a prefeitura de Campo Grande informou que lençol freático localizado na região dificulta a absorção da água da chuva. “Quando as condições climáticas permitirem, o local terá uma ação emergencial para restabelecer as condições de tráfego. Quanto à iluminação pública, a reclamação será encaminhada ao setor responsável”, pontuou.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Assim, você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax