Cotidiano

Sem aglomerações, problema da GCM durante toque de recolher foram os 126 flagrados fora de casa

Medida estão valendo de 21h até às 5h do dia seguinte, mas muitos desrespeitam

Fábio Oruê Publicado em 01/06/2021, às 09h10

Operação Toque de Recolher flagrou algumas pessoas na rua fora do horário permitido
Operação Toque de Recolher flagrou algumas pessoas na rua fora do horário permitido - Foto: Divulgação/ GCM

Em noite mais 'calmo' que o habitual, GCM (Guarda Civil Metropolitana) só teve 'problemas' com a população que ainda desrespeita as medidas em Campo Grande.

A fiscalização abordou 126 pessoas nas ruas da Capital fora do horário permitido nesta segunda-feira (31) e madrugada de terça-feira (1º).

Comparando com o boletim da operação Toque de Recolher de ontem, que apontava 180 'furões', a corporação fez um número menor de abordagens. Pessoas que são flagradas fora do horário permitido, de 5h até às 21h, são abordadas e orientadas a ficar em casa.

Além disso, foram 11 estabelecimentos fiscalizados, sendo que nenhum chegou a ser notificado. Conforme dados da Guarda, o número 153 recebeu 92 ligações, sendo que cinco eram sobre descumprimento de medidas de controle ou restrição.

Também foi realizada uma operação no trânsito, da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito.

Ao todo, foram feitas 163 abordagens, sendo 121 carros e 42 motos. Conforme dados da operação, 160 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas três recusaram. Segundo balanço, uma pessoa estava dirigindo bêbada e sete estavam sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Jornal Midiamax