Cotidiano

Saúde de MS pede início da vacinação de crianças contra o coronavírus

Secretário pediu uma definição por parte do Ministério da Saúde sobre o assunto

Mylena Rocha Publicado em 04/10/2021, às 12h38

Mato Grosso do Sul tem 73% dos adolescentes de 12 a 17 anos vacinados com ao menos uma dose.
Mato Grosso do Sul tem 73% dos adolescentes de 12 a 17 anos vacinados com ao menos uma dose. - Marcos Ermínio/Midiamax

Com a campanha de imunização contra o coronavírus avançada, Mato Grosso do Sul já quer dar o próximo passo. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) pediu que as discussões avancem no país a respeito da vacinação de crianças e adolescentes, de 3 a 11 anos. É importante lembrar que o Estado foi o primeiro a vacinar adolescentes sem comorbidades.

O pedido foi anunciado pelo titular da SES, Geraldo Resende. Ele explicou que há países que iniciaram a imunização das crianças. A Argentina, por exemplo, aprovou o uso da vacina Sinopharm, de origem chinesa, para imunizar crianças de 3 a 11 anos. 

“Pedimos que o Ministério da Saúde defina com velocidade a vacinação das crianças acima de 3 anos e abaixo dos 12 anos. Que nós possamos iniciar o processo vacinal”, disse o secretário. 

Vacinação dos adolescentes ‘patina’ e escolas devem ajudar

Mato Grosso do Sul tem 73% dos adolescentes de 12 a 17 anos vacinados com ao menos uma dose. Na última semana, o secretário de saúde comentou que a imunização do grupo está ‘patinando’. Com a volta às aulas, as escolas devem ajudar na cobertura vacinal, fazendo a busca ativa. 

Como o público-alvo da rede estadual de ensino é de adolescentes, a SED (Secretaria de Estado de Educação) deve auxiliar para atingir uma cobertura vacinal maior. “Com o retorno, podemos fazer a busca ativa, auxiliar a SES para saber por que não tomaram a vacina. Foi falta de informação, mora na área rural? Podemos fazer a busca ativa e ajudar, tem vacina sobrando”, explicou o secretário adjunto da SED, Edio Antônio Resende de Castro.

Jornal Midiamax