Cotidiano

Prefeitura de Dourados divulga lista de quem recebeu 1ª dose da vacina para Covid-19

Para cumprir determinação da SES (Secretaria Estadual de Saúde), a prefeitura de Dourados, a 220 km de Campo Grande, divulgou a lista de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19. A medida é uma forma de dar transparência na aplicação dos imunizantes. Para evitar os fura-filas, a SES determinou que os 79 […]

Gabriel Maymone Publicado em 23/01/2021, às 17h37

(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Para cumprir determinação da SES (Secretaria Estadual de Saúde), a prefeitura de Dourados, a 220 km de Campo Grande, divulgou a lista de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19.

A medida é uma forma de dar transparência na aplicação dos imunizantes. Para evitar os fura-filas, a SES determinou que os 79 municípios de Mato Grosso do Sul encaminhem a relação nominal dos vacinados. A medida é tomada no mesmo dia da confirmação de que o prefeito de Nioaque, Valdir Gomes (PSDB), virou alvo de investigação por furar a fila.

Segundo a Secretaria de Saúde, a primeira fase contempla idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repousos, além de indígenas e trabalhadores de saúde que estão na linha frente de combate da pandemia.

Veja aqui a relação dos imunizados em Dourados

Imunização em MS

Mato Grosso do Sul recebeu o primeiro lote com 158 mil doses da vacina contra o coronavírus em 18 de janeiro, que foram distribuídas no mesmo dia aos 79 municípios. A relação da quantidade recebida por cada município foi publicada no Diário Oficial do Estado de 19 de janeiro.

De acordo com o Plano Estadual de Imunização, cada município precisa registrar a dose aplicada da vacina de forma individual e nominal para propiciar o reconhecimento do vacinado pelo CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou CNS (Cartão Nacional de Saúde). Com isto se evita duplicidade, e identificação para investigação de efeitos colaterais, se for o caso.

Os registros das doses aplicadas deverão ser feitos pelos municípios no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Novo SI-PNI – online) ou em um sistema próprio que interopere com ele, por meio da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

Jornal Midiamax