Cotidiano

Pacto implementa mais 30 leitos para vítimas da Covid-19 em Campo Grande

Município, Estado, gestores da saúde e MPMS estão envolvidos

Renan Nucci Publicado em 28/06/2021, às 15h43

None
Foto Ilustrativa

Pacto firmado entre o município de Campo Grande, o Governo do Estado, unidades de saúde e o MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul)  garantiu a implementação de 30 leitos para atendimento a pacientes da Covi-19. O acordo é resultado de ação civil pública que tinha como objetivo justamente aumentar o número de vagas nos hospitais da Capital.

Segundo a Promotora de Justiça Filomena Aparecida Depólito Fluminhan, durante reunião foi pontuado o crescente agravamento da pandemia e a falta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com pacientes intubados nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRSs (Centros Regionais de Saúde), que ainda aguardavam na fila da regulação para leitos de UTI. 

A partir de um encontro entre as partes realizado no dia 31 de maio, ficaram pactuados dez leitos UTI SUS covid na Clínica Campo Grande, com implementação imediata, e dez leitos UTI SUS covid no Hospital El Kadri, que também ampliou seis leitos clínicos covid. Além disso, ficaram de ser implantados até o dia 21 de junho os dez leitos restantes UTI SUS covid, que totalizaria um aumento de mais de 30 leitos UTI SUS covid, nos últimos dez dias, pelo município.

O número foi confirmado nas vistorias de quinta-feira (24) e sexta-feira (25) da semana passada, realizadas pela 32ª Promotoria de Justiça da Saúde, ocasião em que a equipe do MPMS constatou também que esses leitos SUS UTI já estavam operando. “Por este motivo, insisto na necessidade de se manter o distanciamento social e das medidas de prevenção no atual cenário de escassez de leitos, recursos humanos e medicamentos”, alertou Filomena Fluminhan.  

Na última semana, ocorreu a ampliação de 16 leitos, sendo dez leitos UTI SUS covid e seis leitos clínicos covid na Capital junto ao Hospital do Pênfigo. O MPMS realizou uma análise do atendimento aos demais acordos anteriormente firmados em audiência de conciliação, em sede dos respectivos autos da Ação Civil Pública, inclusive no tocante aos leitos semi-intensivos que seriam implantados nas UPAs ou hospitais, e à urgência na ampliação de leitos de UTI covid SUS.

Jornal Midiamax